A descoberta de um filho com alergia às proteínas do leite

Neste post você saberá mais sobre as dificuldades enfrentadas por Carla Arena, mãe dos chefs mirins Eduardo e Caio, até a descoberta e tratamento do filho mais velho, alérgico ao leite. Até atingir um ano e meio, meu filho teve duas pneumonias e passou por cinco, isso mesmo, cinco pediatras. Ele estava sempre doente, com problema respiratório sério e diarreia. Ele ainda não falava o que estava sentindo e com isso nós nos sentíamos totalmente impotentes. Tentamos de tudo. O que era sugerido, fazíamos. Da alimentação a rezas! No entanto, as noites mal dormidas, as febres altíssimas e as infecções nos deixavam desolados. Saímos da alopatia para a homeopatia como a opção definitiva para os problemas de saúde do meu filho. Não resolveu. Fizemos umas vitaminas com misturas horrorosas que prometiam a cura de todos os males. Tudo parecia insolúvel. Na semana que nosso segundo filho nasceu, perguntei ao meu ginecologista qual era o pediatra da filhinha dele. Ele nos deu a dica e decidimos que com o nosso menor, faríamos diferente desde o começo. Fomos à primeira consulta e ficamos mais confiantes com o pediatra. Decidimos levar o Dudu, nosso mais velho, na segunda consulta. A partir de um simples pedido de raio X da frontal da face, nossa vida mudou. O pediatra descobriu a sinusite crônica que o Dudu tinha, que causava a pneumonia. Esta pneumonia era sempre acentuada pelo leite, que gerava uma quantidade grande de secreção. Tiramos totalmente o leite da alimentação do Dudu. O Caio, depois do aleitamento materno, foi direto para o Nan Soy. Não tomou leite de vaca. O Dudu, que completará 10 anos, até hoje tem problemas com o leite, mas está tudo controlado. Não somos radicais. Ele faz suas estripulias e extravagâncias, mas sabe quando e como se controlar. Estamos sempre em busca de alternativas que sejam saudáveis e agradáveis ao paladar das crianças. O Caio não desenvolveu alergia ao leite, mas continua tomando leite de soja. Alguns pais se desesperam quando descobrem que seus filhos têm intolerância à lactose ou alergia às proteínas do leite. No entanto, não é o fim do mundo. É apenas o começo de um processo de adaptação da alimentação e uma boa pitada de criatividade. Muita conversa com as crianças e conscientização também fazem parte desta nova fase. E, nós do Semlactose, estamos aqui para ajudá-los a fazer desta transição um momento agradável e descontraído em sua família. Não encarem o problema como algo grande. Ele pode ser minimizado por meio de informação e nutrição adequadas.

Descobriu a intolerância à lactose há pouco tempo?

Comece por aqui:

Não, obrigado.

Primeiros Passos

Aula gratuita com tudo que você precisa saber sobre intolerância à lactose, alergia ao leite e alimentação saudável sem laticínios.