Anúncio

Intolerância ao leite ou intolerância à lactose?

86

milkEm muitos estudos científicos, publicados em periódicos de todo o mundo, a ALV (alergia ao leite de vaca) é também chamada de “Intolerância ao leite de vaca” (do inglês; “intolerance of cow’s milk”). Apesar de muitos autores utilizarem esta expressão nos artigos, somente os dados referentes a alergia são estudados. Assim, é muito importante, ao traduzirmos tais artigos, termos cuidado para erroneamente não chamarmos a intolerância ao leite de intolerância a lactose, pois como temos alertado sempre, tratam-se de duas doenças distintas, que necessitam de graus diferentes de cuidados.
Muitas vezes, diante de sintomas não muito claros (já que muitos sintomas de ALV e de IL são semelhantes), o médico e os pesquisadores podem usar a expressão “intolerância ao leite” para classificar o conjunto de sinais e sintomas que ainda não foram totalmente esclarecidos. No caso de uma suspeita de ALV, porém, antes da realização dos exames ou mesmo mediante um resultado negativo associado a um quadro clínico sugestivo de alergia, o profissional poderá classificar a doença como “intolerância ao leite”, já que ainda não dispõe de dados “concretos” para afirmar que trata-se de alergia.Ressaltamos que de forma alguma esta classificação “provisória” deve ser interpretada como incompetência ou incapacidade do profissional! Em muitos casos, é necessário cautela antes de se fechar um diagnóstico, ainda mais quando este diagnóstico vai impor diversas limitações ao paciente como é o caso da ALV, pois o paciente deverá retirar totalmente da alimentação leite, derivados, preparações e produtos que tenham tido contato com os mesmos, já que os riscos e conseqüências de uma crise alérgica podem ser muito sérios.

Um diagnóstico apressado ou errôneo pode trazer mais prejuízos ao paciente do que este cuidado e a busca de mais dados que complementem as informações que o profissional dispõe. E para auxiliar o profissional, os familiares devem estar bem atentos a todas as reações que a criança apresenta, a relação destas reações com alimentos específicos e qualquer outro dado (mesmo que julguem sem importância), pois quantos mais dados para se fechar um diagnóstico, melhor. Assim, caso surja alguma dúvida quanto ao diagnóstico, a dúvida deve ser esclarecida durante a própria consulta, para facilitar o tratamento!

Juliana Crucinsky

Nutricionista

Anúncio
Compartilhe.

Sobre o autor

Graduada pelo Instituto de Nutrição da UERJ, especialista em Nutrição Enteral e Parenteral pela Santa Casa de Misericórdia (RJ), especialista em Gestão da Saúde e Administração Hospitalar pela Universidade Estácio de Sá, em Nutrição Esportiva, pela Universidade Gama Filho.

86 Comentários

  1. Olá meu nome é Daiana tenho IL de 132,0 não sei como explicar como escreve, mas gostaria de saber se é alta?Obrigada bjos

    • juliana_nutri on

      Olá Daiana,

      Qual foi o exame que vc fez?
      No teste de IL, para avaliar se a pessoa tem IL ou não, são necessários 4 valores de glicose sanguinea.
      De toda forma, sempre gostamos de alertar que somente o médico é quem pode fornecer informações sobre o diagnóstico dos pacientes. Nós do Semlactose, não podemos fazer nenhuma interpretação de exames.

      Gde abraço,

      Juliana

  2. Meu nome é Mara Rúbia tenho 38 anos descobri agora que tenho intolerância a lactose. E está muito difícil controlar a vontade e até mesmo substituir os alimentos.
    Gostaria de saber se eu continuar insistindo o que pode acontecer?

    • Mara,
      É importante lembrar que existem diversas opções de alimentos saudáveis sem lactose que você pode consumir com a vantagem de não ter sintomas. Verifique a nossa lista de produtos sem lactose e leia algumas de nossas matérias sobre Alimentos e a Lactose. Alguns dos sintomas, como a diarreia, pode ser muito prejudiciais a sua saúde, causando desidratação e outros problemas. Avalie com cuidado o consumo de lácteos e busque orientação médica e nutricional. abs

  3. Oi, estou na seguinte situação:

    Às vezes consigo leite ou alimentos que contêm leite numa boa, mas, às vezes, só em falar nesses alimentos, bate um enjoo daqueles. Por exemplo, queijo prato e margarina são duas coisas que vez ou outra não desce. Posso classificar isso como indício de alergia ou,devo classicar apenas como intolerância?

    • Olá etephenson,

      Não temos como saber. Para diferenciar alergia de intolerancia, é necessário fazer os exames para cada uma delas.

      Gde abraço,

      Juliana

  4. Daniela, o Dr Aracindo foi quem descobriu meu problema, procure no google como gastro (Sp) que vc encontrará o telefone do consultorio! Boa sorte!

  5. Por favor, preciso de indicação de algum gastro bom!!
    Até agora não tive sorte com os médicos. Sinto todos os dias estufada, inchada, enjoada, arrotos, tenho IL, mas estou achando que tenho alguma outram oisa, pois mesmo tirando do meu cardápio ainda sinto esses sintomas.
    Obrigada

  6. meu bebe de 8 meses foi diagnosticado com IL aos 5 meses ( nivel de IL 4 ) , ele toma diariamente a capsulas de lactase , ele toma apenas 180 mlm de leite de cabra por dia, estou querendo dar danininho para ele , sera que posso ?

    • Renata,
      Acho que temos informações bastante confusas. Até o que sabemos, a IL não possui níveis de classificação. Somente a alergia às proteínas do leite de vaca. Vc tem certeza que seu bebê tem intolerância à lactose? Não seria alergia às proteínas do leite de vaca? Em relação ao leite de cabra, ele não é recomendado para crianças com IL pois ele tem o mesmo teor de lactose que o leite de vaca. Já para crianças com APLV, a recomendação médica é vista com cautela pois as proteínas do leite de cabra são semelhantes às do leite de vaca. O danoninho não é recomendado nem para quem tem IL, mas principalmente não deve ser oferecido a quem tem APLV, pois ele contém proteínas do leite que podem ser um risco a saúde de alérgicos ao leite. Confirme sobre o diagnóstico do seu bebê antes de oferecer qualquer alimento novo ao seu filho. abs

  7. Olá, bom dia!

    Juliana, acho que tenho ALV, pois estou indo ao alergista na próxima semana.

    Há algumas semanas estou sentindo coceiras no corpo, olhos, garganta, nos pés e nas mãos. Tenho refluxo esofágico. Gostaria de saber se essas coceiras podem ser da alergia ao leite de vaca, segundo diz o meu médico clínico, podem ser sim. Quais os alimentos que posso ingerir?

    Por que gosto muito de queijo, e se tem alguma coisa que substitua o queijo.

    Aguardo resposta.

    Obrigada,

    Lizete

    • Olá Lizete,

      Os sintomas podem estar relacionados às proteínas do leite de vaca sim, mas é importante q vc vá ao médico e faça os exames. Porém é bom ficar atenta pq nos exames convencionais, a alergia so aparece se for imediata, mediada por IgE. Se for alergia tardia (mediada por IgG), não aparece…aí ou vc faz a dieta de exclusão por um tempo, para ver se os sintomas desaparecem, ou tenta fazer exames mais específicos, como o Food Detective, por exemplo.
      Depois dos exames, será necessário fazer a dieta de exclusão total de leite, derivados e de qq alimento/preparação que os contenha…mas vc poderá ingerir tudo o que não os contém! Se vc não for alérgica a soja, poderá usar tofu no lugar do queijo, por exemplo.
      Mas de toda forma, a ajuda de um nutricionista será fundamental para orientar a sua alimentação e prevenir o surgimento de deficiencias nutricionais.

      Gde abraço,

      Juliana

  8. MEU RESULTADO DE EXAME É

    GLICOSE BASAL 82 MG/DL
    METODO COLORIMETRICO ENZIMATICO
    GLICOSE 15 MIN 85 MG/DL
    GLICOSE 30 MIN 106MG/DL
    GLICOSE 45 MIN 125 MG/DL
    GLICOSE 60 MIN 118 MG/DL
    ESTOU COM DUVIDA, ALGUEM PODERÁ ME AJUDAR, POIS MEU MEDICO VAI DEMORAR ME ATENDER, ESTÁ EM CONGRESSO
    VAL

    • Olá Val,

      Nós não fazemos (e nem podemos) fazer qq tipo de diagnóstico! Ainda mais assim, via internet…seria uma enorme irresponsabilidade de nossa parte!
      A nossa sugestão é q vc aguarde seu médico retornar (congressos médicos não costumam durar mais de 1 semana!) e leve o resultado do exame para ele avaliar, em conjunto com os seus sintomas.

      Gde abraço,

      Juliana

  9. Bom dia, meu nome é Marciane, tenho 24 anos e resido no Rio Grande do Sul. Tenho diarréia crônica. Fiz o teste de Tolerância a Lactose, os valores foram os seguintes:

    Jejum: 68,00 mg/dL

    30 minutos: 139,00 mg/dL

    60 minutos: 138,00 mg/dL

    90 minutos: 111,00 mg/dL

    Valores de Referência: Normal: Elevação de 20,0 a 25,0 mg/dL na Glicemia em relação ao tempo basal. Deficiência: Elevação inferior a 20,0 mg/dL.

    Gostaria, por favor, de saber se tenho intolerância a lactose? Poderia me ajudar?

    Grata pela atenção.

    • Olá Marciane,

      A elevação da sua glicemia foi superior aos 20mg/dl. Na IL, a glicemia não se eleva tanto, porém, não cabe a nós, do Semlactose fazer qq tipo de diagnóstico, ainda mais pela internet, entende? somente o seu médico, com base no resultado deste exame (e de outros que ele tenha solicitado) e nos seus sintomas, é quem poderá te dar essa resposta, e no caso de não ser IL, ele é quem deverá solicitar outros exames (como os exames para diagnóstico de doença celíaca, doenças inflamatórias intestinais, parasitoses intestinais, e outros problemas que provoquem diarréia crônica).
      Nossa sugestão é q vc leve o resultado para ele o quanto antes, ok?

      Gde abraço,

      Juliana

  10. De uns pra cá comecei a sentir muita náusea pela manhã que piorava após o café da manhã. Meu intestino é preso e não sinto cólicas. Tenho azia esporadicamente. Fiz o exame para verificar a IL e deu positivo. Embora meus sintomas não sejam tão intensos, meu médico retirou toda e qualquer ingestão de leite e seus derivados (o que achei meio exagerado). Comecei a tomar Ades em substituição ao leite, mas além de enjoativo, por causa do sabor de baunilha, sinto que o mesmo demora a digerir. Gostaria de sujestão para substituí-lo. Posso ter tb intolerância à soja?

    • Olá Silvana,

      A conduta correta é excluir totalmente a lactose no primeiro mês, e depois ir liberando pequenas quantidades, para testar a tolerancia do paciente. A soja é um alimento de dificil digestão (ela é do mesmo grupo alimentar do feijão) e muitas pessoas tem dificuldade para digeri-la. Converse com seu médico e veja se vc já pode tentar re-introduzir alimentos com menor quantidade de lactose.

      Gde abraço,

      Juliana

  11. Olá,

    Estou achando que desenvolvi IL. Perdi 8kg em dois meses. Começei a ter 4 a 6 evacuações ao dia sempre de cor marrom-claro ou amarelo, porém sem gordura nas fezes. Elas afundam e se dissolvem na água (viram pó).
    Fiz um monte de exames, colonoscopia, endoscopia, ultrassom abdome, tomografia abdome, sangue, todos normais, graças a Deus.
    Agora, após uma peregrinação médica e vários exames, meu médico está desconfiando de IL ou doença celíaca.
    No entanto, as biópsias do duodeno e do íleo terminal foram normais, com vilosidades nomais, marsh=0. (doença celíaca afeta a mucosa do delgado)
    Por essa razão a suspeita recai sobre a IL.
    Cortei a lactose alguns dias e melhorei. Hoje coloquei leite com menos lactose (parmalat) no meu café da manhã e piorei muito. Fui 6 x ao banheiro, fezes amarelas, com espuma, às vezes. (fermentação)
    Gostaria de saber dos colegas se os sintomas são semelhantes e se ocorre perda de peso.

    • juliana_nutri on

      Olá Leandro,

      Vc fez também os exames sorológicos para doença celíaca (dosagem dos anticorpos IgA total, antigliadina, antitransglutaminase teciadual)? É necessário correlacioná-los ao resultado da bióspia para confirmar ou descartar a DC! Se vc ainda não os fez, seria importante fazê-los, mas tendo o cuidado de NÃO excluir o glúten ANTES dos exames, pois isso altera o resultado. Se vc excluiu o gluten antes da biópsia, isso também invalida o resultado da mesma!

      De toda forma, seus sintomas podem estar relacionados à IL sim. A perda de peso ocorre sempre que há má absorção (causada pela diarréia), ou seja não é a IL exatamente que causa a perda de peso, mas a má absorção generalizada provocada pela diarréia frequente, que por sua vez, pode causar outros problemas, como anemia e deficiencias nutricionais generalizadas.

      Como vc está pesquisando, seria interessante fazer o teste de tolerancia oral à lactose, para confirmar o diagnóstico, e fazer a dieta de exclusão da lactose por 1 mês, para que o intestino se recupere e volte a produzir a enzima. Após isso, é pode-se começar a reintroduzir alguns alimentos, com menor teor teor de lactose, como estes leites com 90% menos lactose, iogurtes, etc, e observar a reação do organismo. No caso do teste da lactose, a exclusão de alimentos contendo lactose não interfere no resultado do exame.

      Gde abraço,

      Juliana

      • oi estou com o mesmo caso do Leandro a cima.. identico mesmo.. mas ja estou a 4 meses… ja fiz todos exames citados por ele , inclusive lactose e gluten…. a lactose ficou assim : Jejum 93 , 1 hora depois 103 e meia hora depois 80 … 2 medicos falaram q isso e normal e ultimo falou que nao e normal nao :S…

        Tb perdi 6 kg… mas ate msm o leite com baixa ou qse nd lactose pra mim me faz mal na mesma hora..

        • Marcos,
          É importante lembrar que o exame é apenas uma das ferramentas utilizadas pelos médicos para o correto diagnóstico da IL. Além deste, o especialista também analisa seu histórico clínico e sintomas. Se vc tem problemas ao digerir alimentos lácteos é importante diagnosticar se este problema está puramente associado a hipolactasia primaria (IL) ou relacionado a outras patologias que tem a intolerância à lactose como uma consequência. Vc chegou a consultar um especialista? abs

  12. Oi! É possível ter IL ou ALV mesmo dando negativo o exame? Percebendo que depois de comer alimentos como pão de queijo, maionese de leite entre outros, os sintomas aparecem. De acordo com o meu médico deu negativo o exame porém estou há uma semana sem ingerir alimentos e comidas com leite para ver como meu organismo reage, e estou me sentindo bem… sem sintomas.

    Abraços, obrigada!

    • juliana_nutri on

      Olá Milene,

      Os exames para diagnosticar ALV e IL são diferentes! Vc fez os dois?
      Também é aconselhável vc ver se não é intolerancia a gordura, ja que todos os alimentos que vc menciona, são ricos em gordura. Também é importante lembrar que muitos alimentos que contem lactose também são ricos em gordura (manteiga, margarina, creme de leite, leite condensado, leite integral, bolos, doces, etc), o que pode causar uma certa confusão sobre o que está causando os sintomas.

      Conversa com seu médico, para ver se não é necessário fazer nenhum outro exame complementar.

      Gde abraço,

      Juliana

  13. Fiz os exames após diarreia de dias, mais de mês e deu intolerância a lactose. O médico disse que nunca mais nada com leite e derivados, eu ainda perguntei :pizza e chocolate? Ele disse que devido a idade 6o anos e o histórico, que de vez em qdo tinha essas diarréias, achando que era "um desarranjo", tomava remédio e melhorava, mas agora foi demais. Estou fazendo dieta, melhorei muito, tem uma semana, mas as fezes ainda não estão sólidas. Isto é normal? E pra sempre? Ou qdo uma vez ou outra quiser comer uma pizza, posso tomar este remédio( que li acima)?

    • Oi M.Isabel,
      A intolerância à lactose acontece pela falta de produção da enzima lactase no seu organismo. A Hipolactasia primária (IL) é uma condição comum em adultos e permanente, mas hoje em dia há diversos alimentos que vc pode consumir sem ter os sintomas indesejáveis da IL. Você pode encontrar queijos e iogurtes sem lactose, leites com baixo teor de lactose, leites de soja e de cereais, além de outros produtos à base de soja sem lactose. Além disso vc também poderá utilizar as cápsulas de enzima lactase para comer algum alimento como uma pizza ou um doce com leite ou derivados. Converse com o seu medico a respeito.
      abçs,

  14. Olá! Descobri q tenho IL há 2 meses aproximadamente. Mesmo tirando td q tenha lactose ainda tenho diarreia, isso é normal? Qual exame devo fazer para ver o grau da intolerânvcia, visto que tomo anticoncepcional q leva lactose em sua fórmula. Desde já agradeço.

    • Olá Maria Tereza,

      Vc fez o teste oral de tolerância a lactose? Esse é o teste necessário para o diagnóstico da IL.
      Além disso, é necessário que o médico avalie outras possíveis causas de diarréia, que podem estar associadas ou não à IL, como parasitoses intestinais, intolerância a outros carboidratos (como sacarose e frutose), doença celíaca (frequentemente esquecida pelos médicos, mas que é uma importante causa de IL!), etc.

      Além disso, também é importante verificar se vc está fazendo a dieta corretamente, pois vc pode estar ingerindo lactose de outras maneiras que não no anticoncepcional.

      Outra coisa importantíssima é vc conversar com seu ginecologista sobre mudar o medicamento para a forma injetável ou substituí-lo por outro método, pois com a diarréia, o medicamento corre um grande risco de não ser absorvido e consequentemente não fazer o efeito esperado!

      Gde abraço,

      Juliana

    • Olá Mery,

      Melhor usar o Ades na versão light, que não tem açúcar adicionado.
      De qq forma, é importante que vc, além do acompanhamento médico, faça o acompanhamento com um Nutricionista, para adequar sua alimentação, de forma que vc possa ter uma alimentação variada, porém equilibrada, prevenindo assim, as complicações decorrentes da glicose alta.

      Gde abraço,

      Juliana

  15. O que posso comentar é que há aproximadamente 2 anos descobri que tenho intolerância a lactose, após ter feito exame q nunca haviam sido solicitados anteriormente. Desde a infância fazia vários exames que não diagnosticavam problemas, e como tinha gases, prisão de ventre, e com passar dos tempos tanto desconforto que parecia que algo se mechia dentro da minha barriga, muito enjôo. tbem fiz terapia, pois os médicos chegavam a dizer ser emocional. Que bom que se comenta hoje sobre o caso para que as pessoas recebam ajuda o quanto antes, para que não sofram outras consequências no futuro, pois com certeza, esse problema pode prejdicar o organismo devido a falta de aproveitamento dos alimentos, enfim.

Deixe um comentário