Anúncio

Alergia alimentar pode causar perdas nutricionais

57

alergia ao leiteHoje estava lendo um artigo publicado em um Forum de Saúde Pública na Internet quando me deparei com algumas informações bastante relevantes e que devem servir como alerta para os pais de crianças que sofrem com alergias alimentares. Resolvi disponibilizar alguns trechos aqui no Semlactose. Para ler o artigo na íntegra, clique aqui.

“Responsável por 90% dos casos de alergia alimentar, a Alergia ao Leite de Vaca atinge cerca de 5,7% das crianças brasileiras, principalmente no primeiro ano de vida. ‘Nesses casos, o tratamento exige a exclusão total de leites e derivados da dieta, inclusive da mãe (em situações de aleitamento materno), pois quantidades mínimas da proteína do leite podem desencadear reações alérgicas sérias’, explica a Dra. Roseli Sarni, nutróloga pediatra da Unifesp, presidente do Instituto Girassol e do Departamento de Nutrologia da Sociedade Brasileira de Pediatria.

A especialista ressalta também que a maior dificuldade é o diagnóstico, pois os sinais e sintomas da ALV se parecem com os de outras doenças e isso acaba dificultando o diagnóstico e retardando o início do tratamento. A demora por um diagnóstico preciso aconteceu com Ana Clara, de 7 meses, que foi diagnosticada tardiamente com alergia ao leite de vaca. A mãe, Carla Cristina Carvalhal Gomes, conta que durante o aleitamento materno apareceu o primeiro sintoma: a descamação na pele. O vômito foi o segundo sintoma e surgiu logo que o bebê começou a tomar leite em pó. ‘O pediatra não desconfiou da alergia e sugeriu apenas a troca para o leite de soja, mas os sintomas não desapareceram’, explica. Após essa tentativa, o pediatra receitou a fórmula especial composta de aminoácidos livres (Neocate), pois, além dos sintomas, Ana Clara não estava ganhando peso. O médico, inclusive, informou a mãe sobre o fornecimento gratuito da fórmula pelo governo.”

A alergia alimentar e o fator nutricional

“Um inquérito epidemiológico realizado em 11 estados brasileiros mostra que 25% das crianças com alergia ao leite de vaca apresentam déficit nutricional e desnutrição. Isto pode ocorrer devido à doença ou quando a dieta substitutiva não atende às necessidades de nutrientes fundamentais para o crescimento e desenvolvimento dos bebês, principalmente energia, proteínas, gorduras e cálcio. ‘Essa doença merece uma vigilância no ganho de peso e da estatura da criança’, destaca Dra. Roseli Sarni.

Esse quadro ocorre em conseqüência de alguns fatores: ingestão alimentar insuficiente, má-absorção intestinal, perda de substâncias que aumentam a necessidade de nutrientes, aumento da necessidade de energia, dieta substitutiva inadequada. ‘O prejuízo da carência nutricional não é recuperado, podendo deixar seqüelas irreversíveis no crescimento e desenvolvimento da criança’, ressalta a especialista. Estudos mostram que o uso de fórmulas infantis adequadas (extensamente hidrolisadas ou à base de aminoácidos) pode prevenir ou minimizar o déficit nutricional.

Para a Dra. Roseli Sarni, a ALV continua sendo um grande desafio na prática pediátrica e a sua prevalência encontra-se em ascensão. A especialista lembra que o leite de cabra e produtos à base de soja também podem desencadear reações alérgicas: ‘fórmulas de soja e leite de cabra não são adequados para substituir o leite materno na prevenção da alergia ao leite de vaca’. Vale dizer que a maioria das crianças desenvolvem tolerância clínica à proteína do leite de vaca nos primeiros três anos de vida, por isso, o acompanhamento e orientação médica devem ser freqüentes. “

Leia também:

Lista de produtos para alérgicos às proteínas do leite

Anúncio
Compartilhe.

Sobre o autor

Portoalegrense, graduada em Letras, MBA em Marketing de Serviços pela ESPM-RS e MBA Executivo pela FDC. Na área de culinária, Luciane fez cursos no IESB, Escola de Gastronomia de Brasília, além de diversos workshops no Brasil e no exterior. Após descobrir sua intolerância à lactose em 2006, Luciane passou a pesquisar o tema e deu início à criação e adaptação de receitas, substituindo ingredientes e experimentando novos sabores. Em 2007 nasce o Semlactose.com e, desde então, Luciane atua como editora e administradora do site, sempre em busca de novidades na área.

57 Comentários

  1. Boa tarde..! Descobri a pouca que minha filha de dois anos e 7 meses e peso 9k esta com alergia: leite, ovo e farinha de trigo…!
    Fiquei desnorteada, sempre tive acompanhamento com pediatra…pois ela e super ativa…fiz exames de rotina, mas sempre normais…fui encaminhada para a a gastro pediatra para analisa-la, pediu outros exames específicos onde descobrimos as alergias…! Estou bem preocupada com ela, tive que mudar alguns cardápios, ela precisa comer,kkk !
    Só quis dar esse depoimento para os pais ficarem bem alerta…! Um abraço a todos…

  2. tatiana oliveira on

    Olá, minha filha tem sete meses e há 1 mês descobri que ela tem ALv e to perdida. gostaria de saber se tem tratamento,vacina e cura. tbm quero saber se pode comer ou beber algo q tenha essência de baunilha e doce de leite… obrigada.

    • juliana_nutri on

      Olá Tatiana,

      Até o momento, o único tratamento disponível é a exclusão de leite e derivados. Também é importante ter cuidado com a contaminação cruzada, pois algumas crianças podem apresentar reações alérgicas fortes a alimentos contaminados com traços de leite.
      O doce de leite é feito com leite e não deve ser oferecido a crianças com ALV. A essencia de baunilha, por conter álcool na composição, também não é indicada para bebês na idade da sua filha.

      Gde abraço,

      Juliana

  3. Olá!
    Estou um pouco angustiada. Não sabia aonde postar comentário com essa pergunta, então posto aqui mesmo. Retirei alimentos que contém lactose da minha alimentação há uns 2 meses porque fui diagnosticada com IL. Meu peso continuou igual, mas notei que meus seios diminuiram. Há alguma relação ou algo que explique? Sou sedentária, então meus seios não tem como perder gordura.

    • Olá Camila,

      Não dispomos de nenhuma informação a esse respeito. Nunca ouvimos nenhuma queixa parecida com a sua e na literatura, não encontramos nada que justificase. Sugerimos que vc consulte um ginecologista ou mastologista para uma avaliação de outras possíveis causas.

      Gde abraço,

      Juliana

  4. Esse tal de corante caramelo IV pode ser consumido por quem tem alergia a proteina do leite ou não? Porque nao achei nada concreto na internet.

    Por favor me ajudem……

    • O corante caramelo pode conter proteinas do leite, mas há vários tipos de corante caramelo, feitos por diferentes fabricantes. O ideal é certificar-se sobre o produto que vc deseja consumir e questionar o fabricante sobre a questão. abs

  5. Olá Dr Juliana.
    Uma dúvida, a lecitina de soja usada em receitas , pra quem tem alergia a soja é proibido?Tenho uma filha de 3 anos diagnosticada com ALV a 1 ano. A Gastro mandou retirar leite e soja da alimentação por risco de alergia cruzada. Por causa dessas empresas que não colocam nos rótulos os "traços" que podem contér nos produtos, até agora não tentei reintroduzir nada na dieta da minha filha, já que ela piora mais do que melhora !Li no site do instituto Girassol , que o oleo de soja e a Lecitina são liberados pra quem é alérgico a soja, isso é verdade!? Se for meu leque de opções alimentares aumenta muito!!!
    Obrigada e abraços!

    • Olá Bella,

      A lecitina de soja é extraída do óleo de soja, através de um processo de purificação (leia mais em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Lecitina), e em geral, costuma ser bem tolerada. Se a soja foi retirada da alimentação dela, mais por precaução (para diminuir o risco de alergia cruzada), acreditamos que não haverá problemas com alimentos contendo apenas a lecitina. Entretanto, se a alergia a soja for confirmada (através de exames), aconselhamos cautela, pelo menos até que se saiba seu grau de alergia e intensidade das crises alérgicas, já que em alguns casos, as reações alérgicas podem ser tão fortes, que mesmo uma quantidade infíma da substância a qual se é alérgico (como os "traços) podem desencadear os sintomas.

      Gde abraço,

      Juliana

  6. Olá, muito bom o site. Gostaria de saber se o corante caramelo não é recomendado também para pessoas com IL, ou se apenas pessoas com ALV não devem consumir o produto, obrigado.

    • Olá Paulo,

      O corante caramelo é obtido a partir do açúcar comum, entretanto, por ser muito utilizado em alimentos contendo leite e derivados, por precaução é que deve ser evitado por quem tem ALV, já que quantidades mínimas das proteínas do leite já podem ser suficientes para desencadear uma grave crise alérgica.
      No caso de quem tem IL, o corante em si não precisa ser evitado, mas é bom ficar atneto a quais alimentos este corante é adicionado.

      Gde abraço,

      Juliana

  7. Olá,tenho uma filha que tem alergia a leite de vaca, cabra, soja, milho, carne vermelha e intolerancia a ovo. Hoje ela vai fazer 4 anos e não toma nenhum tipo de leite porque o SUS se recusou a dar. A doutora que a acompanhava pelo SUS disse que ela não tinha mais nada e era pra eu dar leite e tudo pra ela. Então dei, ela passou mal, tendo que ser internada, teve convulsão e ficou na UTI por 1 semana. Tem 7 meses que tentei dar leite de soja comum mas a alergia respiratória foi constante e quase 7 meses de dor de ouvido. Descobri há 2 meses que a soja é que está prejudicando isso, Os dois ouvidos estão com pus e pode ate perder a audição. Retirei todo o leite e agora só suco de manga, pessego e melancia, pois ela ainda continua com refluxo. Ela pesa 12kilos e é tao pequena do tamanho de uma criança de 2 anos e meio. Fico muito triste porque foi receitado pela nutricionistra o alfare mas nao posso comprar porque vivo gastando com antibioticos e motilium.
    Mas minha preocupaçao é o seu desenvolvimento. Gostaria de dicas de alimentos que substituem o calcio e muito mais. Obrigada.

    • Olá Núbia,

      Numa situação como essa, vc pode procurar a Defensoria Pública da sua cidade, para dar entrada num processo judicial, para que o SUS forneça a fórmula infantil a sua filha! Mas para isso, é necessário um laudo médico e nutricional que justifique esta necessidade e indiquea quantidade necessária do produto, por mês. Vc pode também, anexar ao processo, a cópia do prontuário da sua filha e todos os documentos que ajudem a comprovar todos os problemas decorresntes das alergias e da desnutrição!

      Independente disso, o mais aconselhável é procurar, o quanto antes, um especialista (um alergologista) para orientar quanto ao tratamento médico e procurar a nutricionista que já acompanhava sua filha, e explicar toda essa dificuldade, para que ela possa te orientar sobre o que fazer com relação a alimentação dela, já que o acompanhamento com estes profissionais é indispensável!

      Gde abraço,

      Juliana

    • Bom Núbia, eu não sou médica e concordo com a Julina que vc tem que procurar um profissional de saúde ( alergologista e Nutriconista), Mas como mãe de uma criança de 3 anos alérgica a leite e soja, eu posso te dar uma idéia de alimentos, só peço que vc confirme com seu nutricionista pois sua filha é alérgica a uma quantidade maior de alimentos.Minha filha só toma suco, mas eu achei uma leite de arroz importado da itália que custa em média 16 reais a caixa de 1 litro, e é enriquecido com cálcio, vende em lojas de produtos naturais ou pela internet e têm de vários sabores. Também descobri um site com receitas superlegais sem glútem , sem ovo sem leite e sem soja, vale a pena dar uma olhada (vou colocar o link no fina)l. Outra coisa importante é não confiar nos rótulos, existem muitos produtos que não informam possuir traços de leite e soja, ligue para o SAC da empresa antes de dar o alimento a sua filha.
      Tem uma farinha de arroz chamada Vitalon que não possui leite, minha filha come até pura e é bem vitaminada.!!
      Espero ter te ajudado!Abraços! http://dietasgsc.blogspot.com/

  8. gizelle cavalcante on

    Adorei teu site. Nos esclarece muitas coisas que os médicos não nos passam. Acho que são despreparados. Tenho uma filha alérgica a leite e já sofri muito. Tenho uma dúvida quanto ao corante caramelo: é melhor excluir os alimentos que contém? Os refrigerantes, alguns tem. Não devo dar também refrigerantes que contém o corante pra ela? E o corante caramelo, é o mesmo aromatizante caramelo? Me ajude nessas dúvidas.

    • Olá Gizelle,
      O corante ou o saborizante caramelo pode conter leite ou derivado de leite em sua composição. Por isso é recomendado que alérgicos às proteínas do leite evitem qualquer alimento que contenha este tipo de corante ou saborizante. Aproveite para oferecer alimentos mais naturais a sua filha como suco de frutas ao invés de refrigerantes. É mais nutritivo e sua filha não corre o risco de sofrer com reações alergicas.
      abçs,

  9. Olá Mônica,

    Vc fez algum teste para saber a que vc é alérgica? Alergias são sempre sérias e seu correto diagnóstico é fundamental para um bom tratamento!

    É importante que o médico solicite os exames necessários, para que o tratamento seja feito da maneira correta. Quem tem alergia a um alimento, em tese, pode apresentar alergia a qq outro, e substituir o leite de vaca e derivados por soja, em muitas situações é trocar de problema, já que a soja também pode causar alergia! Além disso, soja em excesso, pode favorecer o surgimento de cálculos renais em algumas pessoas…

    O mais recomendado é pesquisar o que te causa alergia (e isso, um bom alergista pode fazer) e a partir daí, vc buscar orientação de um Nutricionista, que te orientará quanto às substituições mais adequadas, de forma a prevenir o surgimento de deficiencias nutricionais, porém, mantendo a alergia sob controle.

    Gde abraço,

    Juliana

  10. Valdirene Maria dos on

    Obrigada novamente pela atenção. Pelo que eu pesquisei, alguns exames básicos para descobrir a intolerância não foram feitos. Vou ver se consigo um bom pediatra e começar a investigação de novo. Qualquer coisa, entrarei em contato com vocês novamente. Grata

  11. MONICA COSTA on

    OLA!tenho 28 anos e recentemente desenvolvi uma alergia a que designam por urticaria.fico com erupçoes vermelhas e muitas comichoes.sempre comi mto queijo,iogurtes pizza e hamburgueres e bebo mta coca cola.
    Os medicos dizem para comer alimentos com soja mas sao intragaveis e sem sabor.gostaria que me dissessem que outros aliementos posso comer.
    tenho comido pao com manteiga de soja,iogurtes de soja sem aroma,cerelac com leite de soja,cozidos.bifes grellhados com massa cozida e bolachas maria de soja.mesmo assim continuam a aparecer as malditas manchas e ontem fiquei com os pes inchados de tal maneira que nao os podia pousar no chao porque me doiam imensamente.agradeço ajuda breve.ja nao sei mais que fazer.

  12. Olá Valdirene!

    É importante saber se é alérgia ou intolerância, pq na alergia, TUDO (absolutamente TUDO) que tiver leite, derivados ou mesmo "traços de leite" precisa ser excluído da alimentação, sob o risco dos sintomas não melhorarem e até mesmo, de se agravarem! Já na IL, basta dimunuir a ingestão de alimentos contendo lactose…em alguns casos, é necessário excluir toda a lactose durante um tempo, mas depois é possível voltar a ingeri-la, sem problemas! A alergia é tratada com a exclusão total do alimento que a causa.

    Muitas vezes, pode acontecer exatamente o contrário do que vc perguntou: As infecções intestinais é que causam a intolerância a lactose, que pode ser passageira ou não. Parasitores intestinais (vermes) também podem causar IL, por causa da diarréia que muitas causam.
    Entretanto, infecções intestinais frequentes e verminoses necessitam ser pesquisadas, pois podem estar ocorrendo devido a um "enfraquecimento" do sistema imunológico ou mesmo pela criança colocar as mãos sjas na boca constantemente.

    Deficiencias nutricionais também devem ser pesquisadas, pois podem favorecer o surgimento destas e de muitas outras infecções.

    É importante, que ele seja avaliado pelo médico e se possível, por um nutriconista também. E caso volte a presentar os sintomas, NÃO o medique com o antibiótico, pois as bactérias se tornam resistentes e numa outra ocasião em q o remédio for necessário, poderá não fazer mais efeito, o que pode agravar os sintomas, caso estejam sendo causados por bactérias. Daí a aimportância da avaliação médica, entende?

    Gde abraço,

    Juliana

  13. Valdirene Maria dos on

    Obrigada por me responder. Esclarecendo… Não ficou comprovado por meio de exames, que ele tenha, nem a intolerância nem a alergia ao leite de vaca, ele fez vários exames, por não ter nenhum resultado conclusivo, resolveram excluir o leite de vaca (ele fez um longo acompamento com nutricionistas na FMABC). Só a exclusão do leite, não deu resultado, ele só melhorou quando um a das pediatras da FMABC, receitou essa associação de antibiótico com o metronidazol, e eu só o repeti agora, porque depois de levá-lo a um PS, o médico simplesmente mandou que nós parássemos de dar o remédio do refluxo, sem ao menos fazer um exame para ver se ele tinha melhorado de RGE. Por conta repeti a associação do atb+metronidazol e ele melhorou, por isso que perguntei se a intolerância à lactose causa infecção intestinal ou uma colite. Nós perdemos o contato com as pediatras e nutricionistas da FMABC e eu ainda não encontrei um bom pediatra para o meu filho. Se vocês tiverem algo mais para me esclarecer, eu agradeço.

  14. Olá Valdirene!

    Ficou esclarecido se ele tem intolerância a lactose ou se tem alergia ao leite de vaca? São duas doenças diferentes, apesar de causadas por um alimento em comum, e o tratamento delas é diferente.

    Também é importante esclarecer que a lactose é "apenas" o açúcar do leite e sozinha, ela não causa nenhum tipo de infecção ou inflamação no intestino! Entretanto, o uso continuado de leite por pessoas que possuem alergia às proteínas do mesmo ou que possuem IL, por causa da má absorção dos nutrientes, causada pela diarréia, pode fragilizar o sistema imunológico e facilitar o surgimento de infecções e outros problemas.

    Entretanto, o que causa infecção intestinal é a ingestão de água ou alimentos contaminados (basta não lavar bem as mãos antes do preparo dos alimentos, por exemplo). Mas vale lembrar, que nem toda infecção é causada por bactérias! algumas são causadas por vírus e nesse caso, o uso de antibióticos é contra-indicado, pois não faz efeito! Também é importante lembrar que nem toda distensão abdominal necessariamente está relacionada a infecção! A distensão pode estar relacionada com a má digestão da lactose ou com as reações alérgicas do organismo às proteínas presentes no leite.

    Não recomendamos o uso de antibióticos (como o bactrim com metronidazol) por conta própria, pois é exatamente por conta do uso indiscriminado desse tipo de medicação, que hoje em dia, infelizmente, os hospitais sofrem com tantos casos de infecção hospitalar! Aliás, não se recomenda a auto-medicação de forma alguma, pois esse procedimento, tão corriqueiro, pode trazer graves prejuízos a saúde!!!

    Sugerimos que converse com o médico dele, para saber exatamente o que ele tem e para que o tratamento seja feita da forma correta!

    Gde abraço,

    Juliana

  15. Valdirene Maria dos Santos Rodrigues on

    Boa tarde, tenho um filho de 6 anos, que sofreu por quase 2 anos com uma distensão abdominal horrorosa, teve várias pneumonias, fez vários exames, que não tiveram um resultado conclusivo. Foi suspenso o leite de vaca, ele tomou alguns medicamentos e melhorou. Há alguns dias atrás, andamos “liberando” o leite, por um tempo ele ficou bem, depois começou uma discreta diarréia e passado mais alguns dias, a distensão abdominal voltou. Te pergunto… a intolerância à lactose, causa infecção intestinal ou colite, pois eu dei a mesma medicação (bactrim com metronidazol) e ele melhorou. Desde já agradeço a sua resposta.

  16. Olá Gislaine!

    Ele melhorou com a troca do suplemento? Melhorou com os tratamentos indicados? Seria importante ele repetir os exames, pois nem sempre um resultado negativo é suficiente para descartar uma doença.
    Convém pesquisar doença celíaca, alergia às proteínas do leite de vaca, e alergia a outros alimentos.
    Sugerimos que vc procure um gastropediatra ou um alergologista.

    Gde abraço,

    Juliana

  17. Bom dia,
    Tenho um filho de 3 anos que nasceu com 4 kg e 52 cm. Um bebezão. Mas no decorrer do tempo notava que ele não engordava, e aos 2 anos ele tinha apenas 9 kg. Ou seja, engordou 5kg em 2 anos. Levei-o a vários médicos e os mesmos diagnosticavam-no de forma diferente. Uma hora era doença celíaca (fiz biópsoa e não se comprovou) e meu filho continuava em pessimo estado com várias pneumonias. Optei pelo tratamento homeopático há 1 ano e meu filho engordou 5kg e não teve mais o quadro respiratório afetado. Levei ele ao gastropediatra porque ele apresentava ainda uma barriga saliente, bem estufada e a mesma indicou que eu optasse pelo leite sem lactose e trocasse o Sustagem pelo Pediasure. Alguém poderia me ajudar?

  18. Olá Elenice.

    Procute um gastroenterologista ou um alergologista. Quanto aos exames, podem variar muito, pois os exames que pesquisam intolerancia são diferentes dos q pesquisam alergia alimentar, e ainda assim, diferem entre si. Somente o médico, após uma consulta detalhada e com base em todos os seus sintomas, é quem decidirá quais exames deverão ser solicitados. Infelizmente não temos como te dizer quais exames vc deverá fazer, so mesmo indo ao médico.

    Gde abraço,

    Juliana

  19. Olá!

    Que exames são feitos para saber se tenho intolerância alimentar e intolerância a soja , e que médico devo procurar.

    obrigada.

    elenice

  20. Olá Michelle,

    Na dieta que sua filha fez, vcs excluíram complemente os alimentos contendo leite e/ou soja? Pq não adianta muito excluir a maioria dos alimentos, mas não limitar a ingestão de alimentos contendo "traços", como biscoitos, por exemplo, quando há suspeita de alergia.

    E os médicos não suspeitaram de nenhuma outra doença ou mesmo de alergia a nenhum outro alimento? Ninguém pesquisou doença celíaca, por exemplo? A doença celíaca é uma alergia ao gluten (proteína presente no trigo, na aveia, no centeio e na cevada), q apresenta sintomas semelhantes aos de outras doenças gastro-intestinais e por isso mesmo, nem sempre o diagnóstico é fácil.

    Seria aconselhável vc levá-la a um gastropediatra ou alergologista, para uma avaliação mais detalhada e para que ela seja corretamente diagnosticada e tratada.

    Gde abraço e melhoras pra ela!

    Juliana

  21. Michelle A. de Paula on

    Olá, minha filha tem 4 anos e 10 meses e desde q nasceu apresenta dores abdominais. Isso já causou até internação. Já a levamos a vários gastros e foram feitos muitos exames, os quais sempre deram negativos. Mesmo assim, ficou diagnosticado como alergia ou intolerância ao leite de vaca e a soja, porém, apesar de termos tirados esses alimentos, ela continua a ter dor na barriga e ânsia de vômito, principalmente de manhã. Além disso, ela tem muita falta de apetiite, o que influiu no seu peso baixo e na estatura bem diferente das crianças de sua idade. Eu vivo tentando me informar para tentar descobrir o que realmente minha filha tem, pois se torna cada vez mais difícil encontrar uma solução para seu problema, já que nem sei mais que exames ou médicos eu a levo. Será q podem me dar uma sugestão a respeito de tudo isso? Obrigada!

  22. Olá Karla,

    Para saber se ela é alérgica ou não, só mesmo levando-a a um especialista (alergologista ou gastropediatra) para que ela faça os testes necessários. Também seria importante pesquisar se ela não é alérgica a nenhum outro alimento, como o glúten.

    Quanto aos suplementos, eles só darão algum resultado se ela estiver conseguindo ingerir toda a quantidade que foi prescrita, mas como vc diz que ela recusa a alimentação é importante observar o quanto realmente ela está tomando do que vc dá a ela.

    E independende de ser alergia alimentar ou não, essa recusa alimentar e a desnutrição precisam ser investigadas com urgência!

    Converse com a Nutricionista dela e procure um gastropediatra também.

    Gde abraço,

    Juliana

  23. Minha filha nasceu pré-matura, sempre tomou leite de vaca, é desnutrida, ela tem 1 ano e meio e pesa 7,5 kg, muitas vezes recusa-se a alimentar. Ela toma suplemento alimentar como: Ressurce e Nutri Júnior, passado por uma nutricionista, mas não engorda. Será que ela tem alergia ao leite de vaca?

  24. Olá Wellita!

    Segundo as informações contidas no site do fabricante do Pediasure (Abbott), o produto não contém lactose, porém contém proteínas do soro do leite, que podem ser as responsáveis pelos sintomas relatados. Acredito que sua filha ter ficado "empelotada", seja urticária, quando surgem manchas avermelhadas na pele, que pode ficar "áspera" e coçar. Se realmente for isso, convém pesquisar alergia ao leite de vaca (ou até mesmo a outro componente da formulação do pediasure), pois a lactose não causa urticária!

    Por precaução, é melhor suspender o produto e levá-la ao médico novamente, relatando o fato. Também sugerimos que vc a leve num alergologista, para uma pesquisa detalhada de alergia alimentar!

    Caso vc queira verificar os componentes do Pediasure, o link no qual pesquisamos é o seguinte:
    http://www.sanonline.com.br/pediasure_nutricionai

    Gde abraço!

  25. Olá, minha filha é Intolerante a lactose e o pediatra nos aconselhou a dar o Pediasure. Ela tem 1 ano e 1 mês, porém, ontem comprei o tal e dei. Ela vomitou tudinho e se empelotou toda..do mesmo jeito quando toma leite de vaca…O Pediasure nao é Isento de Lactose???? Estou sem saber o que fazer….será alergia mesmo?? Ou devo ir colocando aos pouco até ela se acostumar?

  26. Juliana Crucinsky on

    Olá Rejane!

    Fale com o médico dele para te encaminhar à Secretaria Municipal de Saúde ou à Secretaria Estadual de Saúde, com um laudo sobre a situação dele e com a solicitação da fórmula necessária, qauntidade, etc.

    Gde abraço,

    Juliana

  27. rejane da cruz on

    Tenho um bebê de 2 meses que tem alv. Estou sofrendo muito pois não tenho dinheiro para comprar a fórmula especial e não sei como conseguir gratuitamente. Se puder me ajudar, por favor me retorne. Moro no rio de janeiro.

  28. Juliana Crucinsky on

    Olá Patrícia!

    Este "leite" até poderia ser utilizado, mas não como único substituto do leite de vaca pq a quantidade de cálcio e de proteínas é bem menor, a menos q ele tome algum tipo de suplemento (prescrito pelo médico).

    Como seu filho já vai fazer 2 anos, os nutrientes do seu leite já não satisfazem mais às necessidades dele, e para evitar deficiências nutricionais nele e em você, seria aconselhável vc buscar orientação de um nutricionista. Além disso, este profissional vai te ajudar a encontrar outras alternativas para variar a alimentação dele, de forma a substituir o leite e a soja e garantir a ingestão adequada de todos os nutrientes.

    Gde abraço,

    Juliana

  29. Patricia A Andriani on

    olá!

    eu estava procurando na internet alimentos que contém cálcio e vitamina D

    quando achei em um site (não sei se posso sitar) a receita de um leite de aveia:

    1 litro de água

    2 xicaras de aveia

    Deixar aveia de molho por 1 hora, em meio litro de água e depois bater no tudo liquidificador com aos outros 500ml de água e usar como leite.

    Gostaria de saber se eu e me filho q tem alergia ao leite podemos tomar este "leite" ?

    Seria uma boa opção para substituir em doces e tortas que levam leite ou soja?

    A gastro suspendeu até a soja e derivados. Eu estou amamentando e estou abaixo do peso, ele já vai fazer dois anos.

    obrigado!!

  30. Juliana Crucinsky on

    Olá Patrícia!

    No geral, o leite materno continua mantendo a mesma composição (salvo situações de extrema denutição materna), entretanto, se a dieta materna estiver deficiente de cálcio (e durante o período de amamentação a necessidade de cálcio da mãe aumenta), será a mãe quem sairá no prejuízo, pois o cálcio será retirado dos ossos e dentes maternos, aumentando as chances de prejuízos no futuro, como osteoporose e perda precoce de dentes.

    Por isso ressalmos sempre a necessidade das mães que precisam excluir leite e derivados da alimentação, sejam acompanhadas de perto por um nutricionista, que fará a devida orientação e cálculo de uma dieta adequada em todos os nutrientes para esta fase da vida!

    Gde abraço,

    Juliana

  31. Patricia A Andriani on

    Olá,gostaria de saber se o leite materno terá cálcio mesmo quando a mãe fizer a exclusão total do leite de vaca, soja e derivados do leite.

    Grata

  32. Juliana Crucinsky on

    Olá Cláudia!

    O cálcio realmente é uma preocupação importante pois o leite e seus derivados são os alimentos que fornecem este mineral em maior quantidade e numa forma mais facilmente absorvida pelo organismo, mas além disso, é importante estar atenta às fontes de proteínas de boa qualidade (já que na infância o leite é uma das principais fontes protéicas) e com as vitaminas do complexo B.

    Além dos folhosos, as leguminosas (feijões, ervilha, etc), e peixes também fornecem cálcio, porém em menor quantidade, e as proteínas podem ser obtidas das carnes, ovos, leguminosas e cereais (arroz, aveia, etc). Também é importante estar atento à marca do leite de soja (caso este seja utilizado), para que forneça quantidades suficientes de cálcio e proteínas.

    Entretanto, somente um nutricionista poderá adequar a alimentação do seu filho em termos de quantidades, às necessidades dele, pois a dieta necessariamente deve ser individualizada.

    Gde abraço,

    Juliana

  33. Ola, meu filho tambem é alérgico, mas quase não apresenta sintomas como antes tinha: vômito, tosse… Mas apesar de tomar Pediasure, o crescimento e o ganho de peso é pequeno comparado a outras crianças. Gostaria que me indicasse algum(a) especialista neste tipo de alergia de São Paulo para que eu possa levá-lo. Obrigada,

    Kalinca

  34. Juliana Crucinsky on

    Bom dia Valdice!

    Se ele apresenta estas reações vc deverá levá-lo sim! Converse com o médico sobre os sintomas apresentados, para que o médico possa solicitar os exames necessários para fazer o diagnóstico com maior precisão e orientar quanto ao tratamento.

    Gde abraço,

    Juliana

  35. Bom dia,

    Eu gostaria de saber se eu devo levar o meu filho a um alegista. Além do leite, ele tb sente algumas reações quando come algum alimento como salgadinhos, salsicha, miojo, doces, etc….

  36. Nadjameyre Saldanha on

    Recentemente descobri que minha filha de 8 anos tem ALV. Ela vivie gripada (com secreções nas narinas bem parecida com catarro) e ja foi internada 02 vezes com pneumonia e derrame de pleura. A médica disse que o sistema imunológico da criança está "fraco" devido a esta alergia!!! Fiz os testes cutaneos e deu a tal alergia. Ela ja está tomando um medicamento chamado SINGULAR, o que já melhorou muito as secreções nas narinas. A médica disse que é preciso tomar umas vacinas, só que custam muito caro. Gostaria de mais informações sobre alergia ao leite de vaca…

  37. Juliana Crucinsky on

    Olá Fabiana!

    Realmente no início as dúvidas são muitas, e as fontes de informação nem sempre são confiáveis. O objetivo do nosso site é justamente tentar, na medida do possível, esclarecer dúvidas e levar ao nosso público informações confiáves, sempre embasadas em literatura científica atualizada.

    Em relação ao corante caramelo, ele pode indicar a presença de leite ou algum derivado e por isso faz parte da lista de ingredientes que não são aconselhados para pessoas com alergia às proteínas do leite.

    Leia sempre os rótulos dos produtos industrializados e fique atenta aos seguintes ingredientes: leite integral, leite desengordurado, leite parcialmente desengordurado, leite em pó, leite em pó reconstituído, soro de leite, soro de leite em pó, proteínas do soro de leite e "traços de leite". Em breve nós iremos disponibilizar uma lista de ingredientes que devem ser evitados por pessoas com alergia ao leite de vaca.

    Gde abraço,

    juliana

  38. Fabiana Chaves Rodri on

    Olá, acabei de descobrir que minha filha tem alergia a leite, estou muito perdida.Todos os dias recebo informações loucas, gostaria de receber informações corretas… Já perguntando: o corante caramelo é adequado? Porque vários produtos contêm corante caramelo em seus ingredientes.

  39. Me desculpe Luciane. A crítica não esta relacionada a ênfase que vc dera ao tema, que é de suma importância, e sim ao desconhecimento e despreparo dos pediatras, principalmente dos gastrospediatras, em estabelecer uma conduta em conjunto com nutricionistas para ser receitado uma dieta apropriada.

    E digo mais: o desenvolvimento pôndero-estatural , intelectual dessas crianças fica literalmente prejudicado.

  40. Juliana Crucinsky on

    Marcelo, complementando o que a Luciane, é importante ressaltar que a ALV pode ser prevenida, muitas vezes, simplesmente pelo incentivo ao aleitamento materno, que por sinal, é a forma mais econômica e saudável de alimentar um bebê, pois nutre, hidrata (o leite materno contém grande quantidade de água) e protege o bebê de inúmeras doenças (pois possui os anticorpos produzidos pela mãe, que protegerão o bebê, até que este consiga produzir seus próprios anticorpos), além de prevenir o surgimento de alergias alimentares, pois é produzido exatamente de acordo com as necessidades nutricionais do recém nascido, não exigindo nehum esforço de seu organismo para digeri-lo, ao contrário do que ocorre quando o bebê ingere leite de vaca.

    No leite de vaca, a quantidade de proteína é muito maior que do leite materno, e obviamente muito maior do que a criança necessita, e como o aparelho digestivo do recém nascido ainda não amadureceu o suficiente, em cirnças predispostas, a alergia se manifestará.

    Também falta divulgar (em larga escala) os benefícios do aleitamento materno, tanto para o bebê quanto para a mãe, como falta divulgar a existência de bancos de leite humano, destinados a alimentar os bebês que não podem ser amamentados por suas mães (por exemplo, se a mãe for HIV+ ou tiver câncer), e que o leite fornecido por estes bancos é GRATUITO!!!

    outra questão importante, é direito garantido por lei, que as mães tem, à licença maternidade, justamente, para que possam amamentar seus bebês. E muitas empresas já estão aderindo à extensão desta licença, de 4 meses, para 6 meses.

    Ou seja, se o aleitamento materno fosse mais incentivado e mais praticado, os casos de ALV seria muito menos numerosos, o que talvez até facilitasse o acesso das fórmulas especiais, para aqueles casos mais complexos.

    Sempre é importante passarmos estas informações adiante, pois muita gente ainda as desconhece, infelizmente!!!

    Gde abraço!!!

    • Olá, infelizmente casos em que o aleitamento é feito de forma correta ocorrem sim.

      Minha filha recebeu leite materno e apenas leite materno até os 6 meses , e após a ingestão dos alimentos, onde procurei em variações de frutas ,verduras continue amamentando até ela completar 1 ano.

      Com 2 anos ela começou a perder peso , a alergia ao leite foi diagnosticada, e mesmo com dieta rígida sem leite continua até hoje aos 5.

      Infelizmente !

  41. Concordo Marcelo. E por isso mesmo que acho importante, pois apesar de a distribuição de fórmulas especiais para crianças já ser feita há tempo, acho que uma grande maioria desconhece o serviço, inclusive médicos. O que quis salientar é a questão das deficiências nutricionais que podem ocorrer caso os pais não façam um acompanhamento adequado com um profissional da saúde.

  42. Na verdade não há nada novo nesse artigo sobre ALV. O acesso a esses leites especiais já existe há muito tempo. O que falta é um tratamento humanizado pelos pediatras, que além de não se atualizarem, não repassam as mães de crianças portadoras de ALV INFORMAÇÕES sobre como ter acesso a essas fórmulas.

Deixe um comentário