Anúncio

Doce de leite zero lactose Bom Princípio

1

Nós, consumidores, temos cada vez mais opções para nos deliciarmos! Desta vez, a novidade vem lá do sul. A Bom Princípio Alimentos elabora doces de frutas, conservas e doces a base de leite. Seguindo a tendência de crescimento do mercado zero lactose, a empresa gaúcha resolveu apostar nesse segmento, criando o primeiro produto da linha: Doce de leite zero lactose.

Nós fizemos a nossa degustação e adoramos o sabor, a textura bem macia e com consistência cremosa! Ele é mais escurinho que outros doces de leite do mercado, o que agradou muito o paladar da turma. Vale lembrar, o produto também é isento de glúten.

Decidi colocar a mão na massa e preparar uma sobremesa especial com este novo produto: petit gateau sem glúten com doce de leite zero lactose, que vocês podem conferir na nossa área de receitas. Ficou delicioso e mais nutritivo do que a receita tradicional que leva farinha branca, chocolate ao leite e manteiga. Nosso petit gateau foi elaborado com trigo sarraceno (sem glúten), óleo de coco e chocolate 70% cacau. O doce de leite, escorre junto com a massa de chocolate, hmmmmmm…só experimentando para saber a delícia que ficou!!

Quer saber onde encontrar? Graziela Guadagnin, analista de marketing da empresa, recomenda que os consumidores façam contato com a Bom Princípio informando a cidade onde estão localizados para que o fabricante indique os pontos de venda mais próximos.

Anúncio
Compartilhe.

Sobre o autor

Portoalegrense, graduada em Letras, MBA em Marketing de Serviços pela ESPM-RS e MBA Executivo pela FDC. Na área de culinária, Luciane fez cursos no IESB, Escola de Gastronomia de Brasília, além de diversos workshops no Brasil e no exterior. Após descobrir sua intolerância à lactose em 2006, Luciane passou a pesquisar o tema e deu início à criação e adaptação de receitas, substituindo ingredientes e experimentando novos sabores. Em 2007 nasce o Semlactose.com e, desde então, Luciane atua como editora e administradora do site, sempre em busca de novidades na área.

1 comentário

Deixe um comentário