Anúncio

Não culpe a lactose

105

Em muitos relatos que recebemos diariamente, vemos que a lactose acabou tornando-se a vilã das crianças. Mas a história não é bem assim. Analisamos três relatos que recebemos para esclarecer fatos importantes sobre as diferenças entre lactose e proteínas do leite.

“Meu bebê de 8 meses tem alergia à lactose. Já dei leite de cabra pra ele e mesmo assim ele não melhora. O médico pediu que eu parasse de consumir leite e derivados para continuar a amamentá-lo.”

Epa! Neste relato temos várias questões a serem abordadas:

1. Não existe ALERGIA À LACTOSE.

2. Digamos que a mãe que relata o fato, tenha se confundido e dito alergia ao invés de intolerância. Até aí, sem problemas, mas a principal questão que está em jogo é o que vem logo após. Se o problema do bebê é relacionado à LACTOSE, leite de cabra não poderia ser uma alternativa. O leite de cabra, assim como o de vaca e de todos os animais, contém lactose. Até mesmo o leite humano contém lactose, e em grande quantidade.

3. Se o médico sugeriu a retirada do leite de vaca e seus derivados da dieta da mãe, é sinal que ele deve estar procurando o alimento alérgeno que está causando os sintomas no bebê. Mas novamente vamos lembrar que se o problema do bebê fosse relacionado à LACTOSE, essa conduta não adiantaria em nada, pois ao continuar a amamentar a criança, ela estaria ingerindo lactose. Isso nos leva a crer que o problema não seria a LACTOSE, mas sim, a PROTEÍNA DO LEITE DE VACA. Ao retirar o leite e derivados da dieta da mãe, o leite materno ficará isento de proteínas do leite de vaca.

O mais importante é entender que LACTOSE e PROTEÍNA LÁCTEA são substâncias distintas e que o diagnóstico correto é fundamental para um tratamento adequado.

“Tenho um filho de 3 anos que tem bronquite. Os médicos dizem que ele tem alergia ao leite. Se eu der apenas alimentos com baixo teor de lactose vai fazer algum mal?”

Sim!! Alimentos com baixo teor de lactose, são alimentos onde apenas a lactose foi retirada. As proteínas lácteas, que desencadeiam reações alérgicas, estão intactas no alimento. Por causa dessas confusões, vemos muitos pais querendo oferecer alimentos lácteos (iogurtes, queijos, leites) sem lactose ou com baixo teor de lactose para crianças com alergia às proteínas do leite de vaca. Um alimento elaborado com leite animal, sem lactose, ainda sim conterá proteínas.

“Descobri há um ano que meu filho era alérgico à lactose. Os sintomas apareceram com fortes crises de sinusites e tosses com muita secreções. Sua garganta chega a quase fechar. Ele tem apenas 4 anos e é dependente de antialérgicos por causa da sua alergia. Está sendo muito dificil pra mim, como mãe, ver meu filho chorar querendo bolachas e eu ter que negar. Gostaria de saber quais bolachas não contêm lactose para que eu possa comprá-las.”

Cuidado! Apesar de no relato a mãe mencionar que o problema de saúde de seu filho é relacionado à LACTOSE, é muito possível que esteja havendo um engano, já que a lactose não causa sintomas de alergia e tão pouco devem ser administrados antialérgicos em casos de IL. O mais provável é que a criança tenha APLV (alergia às proteínas do leite de vaca) e neste caso, a mãe deve analisar se os biscoitos que ela deseja oferecer ao seu filho contêm leite ou traços de leite, e não verificar se eles contêm ou não lactose.

Relatos como esses e muitos outros nos mostram o quanto lactose e proteína láctea ainda são confundidas e apontam para um potencial risco de piorar o estado de saúde de crianças alérgicas ao leite. Se o seu filho tem APLV, leia sempre os rótulos dos produtos e consulte o SAC do fabricante. Este serviço está disponível para esclarecer esses e outros detalhes ao consumidor.

Com a nova RDC 26/2015 da ANVISA (regulamentação para a rotulagem de ingredientes alergênicos), você deve observar no rótulo o que está escrito no aviso para alérgicos. Caso diga “CONTÉM LEITE” (o produto é elaborado com leite) ou “PODE CONTER LEITE” (o produto pode conter traços de leite) este produto não deve ser consumido por ALÉRGICOS ÀS PROTEÍNAS DO LEITE. Se o produto não contém o aviso para alérgicos, denuncie para a ANVISA e divulgue. Todas as indústrias devem estar com seus rótulos adequados à nova legislação.

Anúncio
Compartilhe.

Sobre o autor

Portoalegrense, graduada em Letras, MBA em Marketing de Serviços pela ESPM-RS e MBA Executivo pela FDC. Na área de culinária, Luciane fez cursos no IESB, Escola de Gastronomia de Brasília, além de diversos workshops no Brasil e no exterior. Após descobrir sua intolerância à lactose em 2006, Luciane passou a pesquisar o tema e deu início à criação e adaptação de receitas, substituindo ingredientes e experimentando novos sabores. Em 2007 nasce o Semlactose.com e, desde então, Luciane atua como editora e administradora do site, sempre em busca de novidades na área.

105 Comentários

  1. claudia camila on

    Ola meu filho tem 5 meses e foi diagnosticado com intolerância a lactose,desde dos 1 mês toma leite especial,hoje ele apresenta muitas reações na pele e estou muito preocupada pq esta aumentando em diversos lugares do corpo.o que devo fazer?

    • juliana_nutri on

      Olá Claudia,

      Converse com o médico dele a respeito, para que ele possa avaliar o caso e verificar se é alguma reação ao leite q ele está usando ou se a causa é outra.

      Gde abraço,

      Juliana

  2. Olá, estou muito preocupada com minha filha. Ela fez 3 meses no dia 25 de jan e já passamos por 10 médicos diferentes. No final do primeiro mês, começou um choro irritado e vômito. Diagnóstico: cólica e possibilidade de refluxo. Começou com o motilliun q aumentou as cólicas. Depois veio a dificuldade de mamar e choro o dia todo… começou a não ganhar muito peso. A gastro passou o losec e está tomando há 1 mês… porém, td continuou… ainda com diarréia. Como não melhorou, eliminei todos os alimentos de leite na minha dieta e soja e ovo também. Em 10 dias não melhorou. Há 4 dias deixei de amamentar e estamos dando o neocate, por recomendação da gastro, que acha q a diarréia e o refluxo são por APLV… mas não está mamando nem 90ml em cada mamada (que deveria estar entre 120 e 150ml) e ficamos mais de 1h nas tentativas com a mamadeira… além de chorar muito enquanto mama e depois. Já não sabemos mais o que fazer e ela parece estar perdendo peso. É desesperador… não sabemos se o diagnóstico foi correto, se ainda demorará para o neocate fazer efeito… enfim, alguém com caso semelhante para ajudar? Obrigada

    • Olá Daniele,

      Converse com o médico dela a respeito. Verifiquem se o problema é so com relação à alimentação ou se ela não incomodada com outras coisas também…estresse no ambiente de casa, calor, frio, barulho, etc.

      Gde abraço,

      Juliana

  3. Bom dia! Gostei muito mesmo da matéria. Até por que estava na dúvida em relação a alergia e intolerância. Eu achava que tinha alergia a lactose, vê só? Nem existe. Mas agora fiquei na dúvida. Pois percebi a intolerância ou alergia esses tempos. Quando consumia leite de vaca me dava diarreia e meu rosto ficava cheio de espinhas. No entanto podia comer os derivados do leite. Hoje a minha situação piorou, pois quando tomo leite ou como algum derivado fico com o rosto lotado de espinhas, e com diarreia. O que seria isso? Alergia ou intolerância?

    • Olá Daiane,

      Só mesmo vc fazendo todos os exames para saber! Procure um gastroenterologista ou um alergista.
      A piora da acne também pode não ter relação direta nem com IL e nem com ALV, mas com uma piora da resistencia insulínica, causada pelo consumo de leite e derivados.

      Gde abraço,

      Juliana

  4. Vanessa Kuster on

    Olá, num certo dia de madrugada minha filha ( na época com 2 meses) teve uma febre, e a mesma continuou no dia seguinte e também muita secreção no nariz, a levei em uma emergência, e a pediatra de plantão disse q minha filha estava com uma virose. Após dois dias ela ficou toda pintada, lembrava até uma rubéola, entrei em contato com a pediatra dela, expliquei o q estava acontecendo, e ela me disse q era normal, que após 5 dias iria sumir, passou os cinco dias e nada de sumir, além disso, ela teve pequenas bolhas na cabeça, na altura da molera e do rada moinho, a pele ficou bem áspera, ficou também com dermatite atópica na face, até então ela só se alimentava do meu leite, passei a levá-la em uma dermatologista também. Uns dias depois tive q introduzir uma alimentação complementar artificial, pois ia voltar a trabalhar, a pediatra indicou o leite nestogeno 1 e o almoço, foi ai q minha filha ficou com manchas vermelhas e altas por todo corpo, notei também que ela ficava arrepiada, parecendo coçar, minha filha nessa fase estava com 4 meses, preocupada, a levei a dermatologista, que me disse que a minha filha estava fazendo alergia a lactose ( com essas palavras), ela fez uma carta para eu entregar para a pediatra, que concordou com ela, e mandou eu suspender o leite e os derivados do leite tanto da minha filha qnt de mim, indicou que eu desse o leite de soja isomil. Lendo os comentários aqui do site, fiquei intrigada porque ninguém pediu nenhum tipo de teste, quer dizer, a levei em um alergista, que pediu um exame de sangue IGE específica contendo vários alimentos, este é o indicado para saber sobre o IL ou APLV? Minha filha hj está com 6 meses, e não gosta do ISOMIL, nem batido com frutas, não sei o q faço. Gostaria que me esclarecesse as seguintes dúvidas: É possível ter isso, mesmo com alimentação exclusiva no peito? A carne vermelha também pode ser uma vilã? O gosto do ALFARÉ, PREGOMIN, ALERGOMED, NEOCATE… é melhor do q o leite de soja? Pode fazer mingau com eles? Desde já quero agradecer pela atenção e ajuda que dá para nós, mães, cheias de dúvidas, obrigada!

    • Olá vanessa,

      É possível que bebês amamentados exclusivamente com leite materno desenvolvam alergia às proteínas do leite de vaca (ingerido pela mãe). Isso inclusive é muito mais comum que a IL em bebês (que é algo bem raro, por sinal, nessa fase!). A questão é que muitas vezes a ALV do recém nascido é confundida com a IL e o leite materno é suspenso sem necessidade, pois desde que a mãe faça corretamente a dieta de exclusão do leite de vaca e seus derivados, o bebê pode (e deve) continuar mamando!
      Uma das coisas que aumenta o risco de bebês desenvolverem ALV é justamente o aumento do consumo de leite pelas mães (na canjica, por exemplo), na intenção de aumentar a produção de leite materno.
      O sabor do leite de soja, de fato, é muito diferente do leite matero e do leite de vaca, e nem todas as crianças se adaptam a ele. além disso, como a soja também é muito alergênica, bebês com ALV, em uso de fórmulas a base de soja, podem desenvolver alergia a soja!
      Assim, para esses bebês, as fórmulas com proteína hidrolisada (como o Pregomin, Alfaré, etc) são as mais indicadas.
      De toda forma, sugerimos que vc procure um Nutricionista, especializado em Nutrição Infantil, para receber orientações mais específicas cpm relação à alimentação da sua filha.

      Gde abraço,

      Juliana

  5. ola juliana meu filho fez coco com sangue s[o que o sangue não é dentro do coco e sim por fora fiquei muito preocupada o que sera que aconteceu bjos

    • Olá Fabiana,

      Tem q levá-lo no médico o quanto antes, para ser examinado. Pode ser muita coisa, mas só o médico, depois de avaliar o caso é quem poderá dizer.

      Gde abraço,

      Juliana

  6. Poxa, tinha entendido errado mesmo, tava tão animada. hehehe Tudo bem, Juliana, obrigada pelos esclarecimentos. Vou voltar no gastro pra que ele acompanhe o meu quadro. Obrigada mais uma vez.

      • Obrigada Juliana, tô me cuidando. Tô bem feliz pq a minha intolerância realmente foi transitória. Como você falou, a fase aguda durou 1 mês mesmo, mas agora já estou introduzindo na minha dieta coisas com lactose e não voltei a ter os sintomas! Estou racionando ainda as dosagens, todo dia escolho alguma coisa pra comer… obrigada pela assistência!

  7. juliana_nutri on

    Olá Natália,

    Acho q vc não entendeu muito bem…1 m~es não é o tempo para a IL passar! A o prazo médio para o alívio dos sintomas e o prazo mínimo para a dieta de exclusão! Após esse período, o médico ou Nutricionista é que devem te orientar quanto a reintrodução, gradativa de lactose na sua alimentação, e eles é que farão a avaliação do resultado, para verificar se vc te condições de continuar ingerindo lactose ou não. cuidado, para não achar q após um mês, tudo voltará a ser como antes, e não se frustar, ou vir a passar mal, ok?

    Gde abraço,

    Juliana

  8. Olá, gostaria de parabenizar às organizadoras pelo site. Acabo de descobrir que tenho intolerância à lactose e foi aqui que tirei boa parte das minhas inúmeras dúvidas.
    Lendo algumas respostas de vocês aos comentários dos leitores, fiquei sabendo que a intolerância pode ser transitória, dependendo da causa.
    Felizmente, acho que é o meu caso. Fiz um tratamento com antibióticos (muito fortes) para combater uma bactéria no estômago e a partir daí comecei a sofrer com cólicas, diarréias e dores no estômago. Sofri bastante para conseguir identificar a intolerância. Foram 3 longas semanas fazendo todo tipo de exames, apresentando melhoras e pioras, tendo em vista que, como não sabia da intolerância, quando melhorava um pouco, voltava a ingerir produtos com lactose. Enfim, quando tirei completamente a lactose da minha dieta e melhorei, consegui identificar a intolerância. Ainda não fiz o teste, pois estou com medo de voltar ao quadro inicial, mas tenho certeza que é isso mesmo.
    A minha dúvida é a seguinte: se a minha intolerância tiver se originado realmente do uso dos antibióticos, com quanto tempo em média ela desaparecerá? E é verdade que eu preciso de vez em quando ingerir algo com lactose, mesmo com a intolerância? Se sim, por quê?
    Ps.: Eu realmente devo ter desenvolvido a IL em virtude do remédio, porque em 2010 fiz o teste de intolerância e não deu nada.
    Ps2.: Eu li a matéria sobre "traços de leite" e achei ótima! Eu já testei produtos assim e não tive nada.
    Muito obrigada por todas essas informações.

    • juliana_nutri on

      Olá Natália,

      Realmente a IL pode surgir em qq fase da vida e pode ser transitória, decorrente de outras situações, como o uso prolongado de antibióticos. Porém, infelizmente não há como prever em quanto tempo os sintomas irão melhorar, pois cada indivíduo reage de um jeito, e os sintomas podem varias de intensidade numa mesma pessoa, dependendo da época e de outros fatores associados. A recomendação geral, é evitar completamente a lactose durante a "fase aguda", quando os sintomas estão mais intensos, e por pelo menos 1 mês, para que a mucosa intestinal se recomponha e volte a ter condições de novamente produzir a enzima lactase. a partir daí, vamos testando pequenas quantidades de lactose, para avaliar a tolerância individual.

      Gde abraço,

      Juliana

  9. MARA APARECIDA DA SILVA RODRIGUES on

    GOSTARIA DE RECEBER RECEITAS SEM LACTOSE CONSERVANTES E CORANTES TENHO 2 FILHOS A MENINA TEM 7 ANOS E O MENINO TEM 4 ELES SÃO SUPER ALERGICOS E AINDA MINHA FILHA TEM TIREOIDE EMEU FILHO DIABETE ENTÃO FICA MAIS DIFICIL A ALIMENTAÇÃO DELES ALEM DE ELES SEREM ALERGICOS A LEITE DE CABRA ,OVOS E BANANA ENTRE OUTROS ALIMENTOS ME AJUDEM POR FAVOR

    • juliana_nutri on

      Olá Maria,

      Infelizmente não temos como enviar receitas a cada um de nossos leitores.
      O nosso foco são as receitas isentas de lactose, mas também publicamos algumas totalmente isentas de leite e derivados e algumas isentas de glúten, que poderão ser adaptadas para seus filhos.
      De toda forma, é importantíssimo que seus filhos sejam acompanhados por um Nutricionista, com experiência em alergia alimentar, ou por uma Nutricionista Funcional. No site <a href="http://www.sbnf.com.br” target=”_blank”>www.sbnf.com.br vc consegue obter uma listagem de profissionais cadastrados, por cidade.

      Gde abraço,

      Juliana

  10. oii meu nome é Lais tenho um bebe de 1 ano e 1 mes desdo 3 meses ele sente uma forte dor na barriga que causa prisao de ventre ,pois jé percebi que é por causa do leite que estava dando ,ja tentei dar varios leites com varias marcas propios para nenem ele aé agora só se adapitou com o leite de cabra só que meu medo é se causa risco pra saude dele..ja falei sobre isso com as pediatras dele pois elas nunca derao ouvidos e ele sempre sofrendo com muita dar na barriga ,já nao seii mais oque faser ? Pelo amor de deus alguem me fala se o leite de cabra pode levar a mal a saude dele pois foi o unico que se adapitou e aquele de soja tambem .obrigada!!

    • juliana_nutri on

      Olá Laís,

      É bem provável q seu filho tenha alergia às proteínas do leite de vaca, e felizmente não reagiu ao leite de cabra (muitas crianças alérgicas ao leite de vaca também reagem ao de cabra) e ao de soja. Desde que a alimentação do seu filho seja bem variada e forneça todos os nutrientes necessários (e em quantidade adequada), não há nenhum problema em continuar com o leite de cabra. Sugerimos q vc procure um nutricionista, para uma avaliação da alimentação do seu filho.

      Gde abraço,

      Juliana

  11. Já percebi a algum tempo que ao beber leite ou algo que tenha leite fico com barriga estufada, fortes dores abdominais e diarreia.

    Percebi também que isso vem ficando cada vez mais forte, e que vem ocorrendo até mesmo com alimentos que tenham traços de Leite (não apenas leite de vaca, pois também ocorreram os sintomas ao ingerir queijo de cabra).

    Ainda não fiz nenhum teste médico que possa relacionar se tenho IL, mas percebo que já passou da hora de faze-lo.

    Como não tenho convênio médico, a minha dúvida é se em hospitais da rede publica eu consigo agendar tais testes ou se existe um programa especial do governo para atender esses casos?

    Caso os agendamentos na rede pública sejam muito demorados, quanto em média custaria os testes se realizado em um hospital particular?

    E como ultima dúvida, qual a especialidade médica que devo procurar logo de inicio ?

    Obrigado

    • juliana_nutri on

      Olá Edson,

      Através do Disque Saúde do Ministério da Saúde (Tel – 0800 61 1997) é possível tentar descobrir quais os locais onde o exame pode ser realizado na sua cidade. Quanto ao custo na rede particular, ligue para os laboratórios em sua cidade (para se informar sobre o "teste oral de tolerância a lactose"), pois o custo pode variar de um local para outro. Vc também pode tentar nos hospitais universitários, que disponham de serviços de gastroenterologia. Aliás, o médico que trata da IL é o gastroenterologista, e depois de concluído o diagnóstico, é o Nutricionista o profissional responsável por fazer as adequações na alimentação.

      Gde abraço,

      Juliana

  12. Boa noite!

    Meu filho de 2 meses apresentou pequenas rajadinhas de sangue nas fezes. Ele está exclusivamente com leite materno. Ao comunicar para a médica ela orietou para suspender o leite de vaca da minha alimentação e observar, mas fiz uma substiuição para o soja sem lactose e continuo comendo alguns biscoitos e bolos que contem leite de vaca. Ao fazer isto percebi que não apareceu mais sangue em suas fezes. O que poderá ter acontecido?obrigada pela atenção, aguardo retorno.

    • juliana_nutri on

      Olá Lívia,

      É muito possível q seu filho esteja desenvolvendo alergia ás proteínas do leite de vaca, presente na sua alimentação!
      E o mais seguro é excluir COMPLETAMENTE leite e derivados, da sua alimentação, para que seu filho não continue tendo contato com tais proteínas, mesmo q em pequena quantidade.

      Gde abraço,

      Juliana

  13. elisangela queiroz on

    meu filho tem 9 meses a pediatra suspeita que ele tem intolencia a lactose, gostaria de saber se ele pode fazer o exame de intoleranciaa lactose ,ele está tomando nan sem lactose se ele não tiver pode fazer algum mal, o problema dele é que ele vomita e não ganha peso.

    • juliana_nutri on

      Olá Elisangela,

      Ele melhou dos sintomas após começar a usar o Nan Sem Lactose?
      Se melhorou, só isso já é uma bom indício do que ele pode ter IL mesmo. Se não melhorou, convém investigar alergia às proteínas do leite e outras possíveis alergias e intolerâncias alimentares. O nam sem lactose é uma fórmula infantil, isenta somente da lactose (açúcar do leite), mas tem composição adequada para a alimentação de bebês (desde que a criança não teha alergia ás proteínas do leite!), porém aos 9 meses, não deve ser o único alimento.
      O teste para diagnóstico da IL, em geral, e indicado para crianças maiores de 2 anos por todo o incômodo q causa, e pela necessidade de colher o sangue em pelo menos 4 momentos, q nem sempre é muito fácil em bebês. Porém, o médico é a melhor pessoa para avaliar cada caso e indicar a necessidade deste teste ou não para confirmar/descartar o diagnóstico.

      Gde abraço,

      Juliana

  14. OI Bom Dia, estou em duvida, meu filho vai completar 2 anos, teve um quadro de diarreia persistente, nada melhorava….o unico alimento que ele aceitava era a mamadeira, Ninho 1 mais, depois de algumas semanas as fezes ainda permaneceu mole…a pediatra passou remedio pra vermes, e pediu pra diminuir o leite, dando mais leite de arroz, deu uma boa controlada . Mas ele começou a ter colicas bem fortes. Então suspendemos o leite e todos os seus derivados, passou a tomar ades, sollys e supra soy sem lactose, melhorou muito….
    Após trinta dias, a pediatra pediu que fosse voltando as poucos…que durante esse tempo sem lactose o intestino e flora iriam se recuperar….mas começou a diarreia novamente….suspendi denovo!!!
    Estou perdida de qual profissional devo procurar…a medica me pediu esses exames: lactoalbumina e lacto globulina caseira!!!
    Ontem ele tomou um yakult e hj já está fazendo coco mole e a cor fica bem amarela e as vezes esverdeada….
    Gostaria de ajuda……
    Obrigada!!!

    • juliana_nutri on

      Olá Taís,

      Esses exames que o médico pediu são para avaliar alergia á proteína do leite de vaca. Pode ser q seu filho seja alérgico a elas e não intolerante a lactose (que é o açúcar do leite). É importante q ele faça todos os exames, para fechar o diagnóstico e aí, seria interessante procurar um nutricionista, para fazer as adequações necessárias na alimentação dele e prevenir o surgimento de deficiencias nutricionais.

      Gde abraço,

      Juliana

  15. elisangela queiroz on

    meu filho tem 7meses,desde o quatro meses que apresentava muito vomito e perda de peso ,segunda a pediatra inicio o tratamento de motilium, losec mups de 10 mg meio comp.e nada de melhora e com 5 meses e ela passou o leite aptamil pepti e ele melhorou bastante dos vomito, sera que ela tem intorencia a lactose ?Gostaria de saber quais as massa que poderia fazer o migual, no momento ele está tomando massa de maizena.pra idade dele está faltando 800 gramas para ficar com peso normal o que faço para ele ficar com peso normal.

    • juliana_nutri on

      Olá Elisangela,

      É provável que seu filho seja alérgico às proteínas do leite, ainda mais se ele começou a receber fórmulas infantis a base de leite de vaca desde cedo.
      Com relação ao peso dele e à adição de farinhas ao leite, sugiro que vc converse com o pediatra dele ou com um nutricionista, para fazer os ajustes necessários na alimentação. Com 7 meses, ele já pode consumir papas de frutas e papas salgadas, que são mais saudáveis que farinhas adicionadas à mamadeira. Assim, é importante que vc converse com estes profissionais para evitar que seu filho receba grande quantidade de farinhas, que o farão ganhar de peso, mas não da forma adequada, já que podem faltar vitaminas e minerais na alimentação dele.

      Gde abraço,

      Juliana

  16. Sintomas – ajuda
    Quando eu era criança, tinha IL. Tive que tomar leites especiais durante anos…
    Depois dos 7 ou 8 anos o problema foi meio que controlado… Não sentia mais sintoma nenhum e por isso nunca segui uma dieta sem lactose.
    Há 3 anos comecei a tomar activia e ao invés de me ajudar, comecei a sentir sensação de estufamento e muito enjoo. Então cortei o iogurte do meu cardápio.
    Acontece que nos últimos meses, os alimentos que me fazem mal aumentaram demais e a tolerância é cada vez maior… Se eu como 2 pedaços de pizza de mussarela, por exemplo, mal chego em casa já estou me sentindo mal. E isso acontece se exagero no chocolate, ou no queijo em algum outro prato, ou creme de leite em receitas etc.

    Os sintomas são: estufamento, cólicas abdominais, gases, enjoo e diarréia.

    Não consegui consulta próxima com gastro… por isso escrevi aqui…

    O que vocês acham? Há alguma dúvida que isso seja IL??

    Obrigada!!!

  17. Olá,
    Você poderia escrever algo sobre a IL em adultos? Muitas pessoas têm IL e não sabem, pois acreditam que acontece só com crianças. Meu caso é típico. Muita pesquisa, sintomas dolorosos, evacuação complicada. Mas tem um detalhe que eu gostaria de confirmar: a cor das fezes muda com a ingestão de leite ou seus derivados, quando se tem IL? Aguardarei ansiosa a resposta, uma vez que ainda não vi nenhuma menção a esse sintoma.
    Abraços e parabéns pelo site que acaba sendo um oásis no deserto, para pessoas como eu.

    • Olá T. Monteiro,

      Se vc der uma lida em nossas matérias anteriores, verá que estamos sempre escrevendo sobre a IL tanto em adultos, quanto em crianças.
      Sobre a coloração das fezes, pode ser que a IL modifique a cor (da mesma forma que modifica a consistência e o odor). Mas essa alteração pode ser devida a outros fatores, como má absorção de gorduras, e convém conversar com médico, para que ele pesquise a possível existência de outros problemas.

      Gde abraço,

      Juliana

  18. Descobri há 2 dias que minha filha que acaba de completar 2 anos tem alergia ao leite de vaca, na verdade saí do consultório achando que intolerância à lactose e alergia ao leite de vaca eram a mesma coisa, acabei de descobrir semlactose pois vim procurar mais informações na rede e comecei a entender um pouquinho tais diferenças. O pediatra estava desconfiado pois ela apresentava uma tosse sem fim e o nariz não parava de escorrer nunca, pediu o exame e acusou alergia ao leite. Ele recomendou o Supra Soy sem lactose ou leite de cabra, Caprilat. Mas agora estou confusa. Por que recomendou o leite de soja sem lactose se a alergia é do leite? Por que recomendou o de cabra se contém proteína? Me ajudem pois a próxima consulta é só no final de janeiro. Será q devo procurar também um médico de alergia? Obrigada.

    • Olá Queila,

      No caso do Supra Soy, ele recomendou o sem lactose, pq as demais versões deste produto contém leite. Porém, é aconselhável vc entrar em contato com o SAC da empresa para confirmar se a versão sem lactose passa pelo mesmo maquináriodas outras versões, pq se passar, ele não deve ser dado a sua filha, pelo risco de desencadear as reações alérgicas. Existem outras opções de leite de soja que vc pode dar a ela, além dos leites vegetais (de arroz, de castanhas, de gergeim, de aveia, de quinua, etc).
      Quanto ao leite de cabra, as proteínas são parecidas com as que existem no leite de vaca, mas não são as mesmas. O problema é que algumas pessoas com alergia ao leite de vaca, também podem desenvolver alergia ao leite de cabra.
      Seria interessante levá-la a um laergologista para pesquisar se ela possui outras alergias alimentares.

      Gde abraço,

      Juliana

  19. Olá tenho um filho com 4 anos, e ele sobria muito com varias Frebres altas, vomitos, e diarreia sem motivos aparentes`. Ha 06 mêses atraves de varios exames descobrimos que ele é intolerante a Lactose, ou seja seu organimos não absorve a lactose ingerida, então dai as febres, vomitos e diarreias. A medica disse q ele não é intolerante a proteina do leite e sim a lactose. Como faço para saber se o alimente tem a proteina do leite mas não tem lactose?

    • Fabricia,
      alguns alimentos de origem láctea (como queijos e iogurtes) podem ter baixo teor de lactose ou até mesmo serem isentos de lactose, mas conterem proteínas do leite. Já outros alimentos, como bolos, biscoitos, molhos, e diversos alimentos que podem conter leite, vc deve verificar se no rótulo do produto contêm leite ou derivados do leite. Para saber mais, leia nossa matéria sobre dicas para ler rótulos de produtos http://semlactose.com/index.php/2011/10/04/co

  20. minha filha tem 1 ano e 2 meses, ela tem diarréia e cocô verde desde que nasceu, a pediatra disse que pode ser IL mas nos exames não deu nada, mas basta dar algo que contém leite que ela que a boca dela fica toda ferida o bumbum fica assado e ela chora muito às veses tem vômitos também.Ela só não tem crises quando eu estou dando somente caldinho de peixee arroz no almoço e jantar, e mucilon de arroz sem leite e frutas no lanche. Ela não gosta muito mais dou assim mesmo. Você acha que são sintomas de IL?

    • Olá Gersiara,

      Pode ser alergia ás proteínas do leite e não IL, pois a IL somente não causa nenhum tipo de ferimento na pele ou na boca, mas a alergia ao leite pode causar! É necessário que ela faça todos os exames específicos e seja acompanhada por um alergologista, pois pode haver alguma outra alergia/intolerancia alimentar associada.

      Gde abraço,

      Juliana

  21. Vivaldina Freire on

    Tenho um filho com intolerancia a lactose desde os 3 meses de idade, seus sintomas nao sao na pele e sim na lingua que fica toda marcada, tem gases e as vezes defeca mole. só teve alergia cutanea 2 vezes ,mas naõ tenho certeza se foi algo q comeu, seu medico nao passou nenhum tipo de exame e disse que com 5 anos q ele melhorava, mas ate agora nada. Costumo dar alguns alimentos q tenham traços de leite .Isso faz mal a ele ja que não tem alergia muito forte?.Ele usa leite de soja

    mal a ele ja que ele nao tem alergia muito forte? Ele usa leite de soja

    • Olá Vivaldina,

      A IL, se diagnosticada muito cedo, dificilmente regride, ao contrário da alergia às proteínas do leite, que pode melhorar após os 3 anos de idade.
      A IL se manifesta somente com sintomas gastrointestinais e nunca com sintomas na pele ou respiratórios! Já a ALV pode se manig=festar com sintomas semelhantes aos da IL, com sintomas respiratórios, na pele, etc.
      É importantíssimo que seu filho faça os exames para l e para ALV para saber exatamente o que ele tem, pois se for ALV, enquanto a alergia não melhorar, em hipótese alguma ele deverá fazer uso de alimentos contendo leite ou mesmo traços, sem a devida orientação médica, pois isso pode ser muito prejudicial à saúde!

      Gde abraço,

      Juliana

  22. Olá Juliana. Meu nome é Gabriela Ferrari, tenho 20 anos e tenho um filho de 1 ano e 6 meses, desde a maternidade ele teve "refluxo". O amamentei até o sétimo exclusivo,(continuei amamenta-lo até seu primeiro aninho) sem ao menos oferecer água, só o peito. Após os 7 meses, comecei a introduzir alimentos sólidos e o refluxo amenizou, mais não parou. Quando estava completando 1 aninho, meu bebê começou a dar crises de diarréia muito forte, febre muito alta de 39,5ºC, chegando a desnutri-lo. Levamos ao pediatra, o mesmo nos informou que seria uma virose (pois havia acabado de coloca-lo na creche não fazia 1 mês), que teria imunidade baixa e que não poderia frequentar mais a creche. Até ai OK, ficou internado por 4 dias (nem conseguiam achar as veias dele de tão finas, foram achar, depois de 7 tentativas, no pé dele) e foi pra casa. Até pedi demissão da creche pra ficar com ele em casa. Um dia depois da alta, a febre voltou, e muito alta, retornei ao pediatra, que o internou de novo afirmando que seria a virose. Tá, internamos ele novamente por mais 3 dias (ele passou o seu aniversário no hospital), recebeu alta e voltamos pra casa. Ai a cena se repetiu, decidimos trocar de pediatra, que logo ao olhar a barriguinha do Nicolas o diagnosticou com Intolerância a Lactose. Enfim.
    A minha dúvida é a seguinte, meu bebê não tem nenhum dos sintomas descritos acima, ele apresenta diarreia muito forte, inchaço abdominal, e sangue nas fezes. Seria mesmo IL, ou seria algo mais grave?

    Parabéns pelo Site, aguardo respostas!

    • Olá Gabriela,

      Será que ainda na maternidade ele não recebeu nenhuma fórmula infantil, a base de leite de vaca? O refluxo pode ser por uma imaturidade do sistema digestivo e aí, a medida que a criança se desenvolve, ele melhora, mas tb pode ser causado por alergia ao leite de vaca. Se filho pode ter se sensibilizado ao leite através da sua própria alimentação (e as substâncias responsáveis pela alergia passaram para o seu leite) ou através da aingestão de fórmulas a base de leite de vaca. A diarréia pode ter relação com isso, com infecções intestinais (muito comuns quando as crianças passam a conviver em creches com outras crianças), com a IL (inrolrancia a lactose), com a doença celíaca, etc. É importante que seu filho seja avalaiado por um especialista (um alergista ou um gastropediatra) e faça todos os exames necessários para descobrir o que ele de fato tem, para que vcs possam tratá-lo adequadamente, inclusive fazendo os ajustes necessários na alimentação dele, ok?

      Gde abraço,

      Juliana

  23. leila claudia on

    OLÁ, sou intolerante a lactose desde bebe, ja tenho 56 anos, agora comecei a tomar leite de soja, mas estou notando que não me dou bem com ele, será que posso ser intolerante ao leite de soja tb? nunca pensei em ser alergica a proteina do leite, nunca tomo leite e nem derivados..Comecei a tomar leite de soja com iso whey protein, zero de lactose, mas, não ando me sentindo bem, indo muito ao banheiro, seria por isso? tomo para tentar aumentar um pouco meu peso. Lendo teu artigo fiquei em duvida quanto a essa proteina. obrigada

    • juliana_nutri on

      Olá Leila,

      Tanto a soja quanto as proteínas do leite são alergênicas e vc pode estar fazendo uma reação a qq uma delas (ou a ambas). Procure um gastroenterologista ou um alergologista, para fazer os exames necessários, para verificar se realmente é alergia a algum destes produtos. Como vc menciona a questão do peso, e a diarréia também seria interessante fazer uma pesquisa para doença celíaca.

      Gde abraço,

      Juliana

  24. Sempre estou atenta ao site Sem Lactose, pois vejo que muitos pais/ avós estão preocupados com o mesmo problema do meu netinho.
    Depois que vi no site o produto BIOV Arroz/Aveia da Jasmine , liguei no SAC e procurei saber onde vendiam o produto. Achei e começamos a dar aos poucos, pois não sabia qual seria a reação. Pois bem, ele adorou e as reações que ele tinha com outros leites foi embora, está até mais feliz..
    Obrigada pessoal do sem Lactose.

  25. boa noite Juliana
    o meu filho de 2 anos e 3 meses teve como resultado de exame o IgE (F77) B-Lactoglobulina 0,19 KU/L (valor de ref:Classe 1:0,35 a 0,69:baixo). Eu não posso dar nada mesmo de leite à ele?
    IgE 131,0 UI/mL (v. r:inferior a 45,0).
    Bjs
    Andrea

    • Olá Andréa

      Nós, do Semlactose, não podemos emitir nenhum parecer referentes a diagnósticos!
      Diagnósticos só podem ser feitos pelos médicos, em consultas presenciais, pois não basta somente o resultado de um exame…é necessário que o profissional avalie outros dados, como os sintomas apresentados, etc…

      Leve o resultado para o médico que o solicitou avaliar, ok?

      Gde abraço,

      Juliana

      • Boa noite Juliana
        A pediatra disse que o meu filho tem alergia a essa proteina especifica do leite e não da lactose. Eu goastaria de saber se isso vai perdurar ou pode ter fim.
        Bjs.
        Andrea

      • Olá Andrea,

        De fato, não existe alergia a lactose! Ou é intolerancia a lactose (intolerancia é diferente de alergia) ou é alérgia ás proteínas do leite. Se seu filho tem menos de 3 anos, pode ser que a alergia venha a melhorar, mas isso, só o tempo vai dizer! Mantenha o acompanhamento médico e não ofereça nenhum alimento a ele sem o conhecimento do médico, para evitar riscos denecessários, ok?

        Gde abraço,

        Juliana

  26. Olá Luciane, obrigada por me ajudar, quero saber sua opnião em relação ao uso das enzimas digestivas, você recomenda o uso delas para quem tem intolerância a lactose? Aguardo uma resposta, desde já obrigada por sua atenção.

    • Olá Márcia,

      No caso da IL, somente a lactase é indicada, porém o uso de enzimas digestivas não deve ser feito por conta própria! Converse com seu Médico ou Nutricionista a respeito, ok?

      Gde abraço,

      Juliana

  27. Olá, em relação a um comentário que li sobre as dificuldades dos médicos chegarem ao diagnóstico da intolerância a lactose ou alergia a derivados do leite de vaca ou cabra, concordo plenamente. Sofri muitos anos com intolerância a lactose, desenvolvi inclusive gastrite e o gastro que me atendia na época só passou o exame depois de eu ter insistido bastante. Inclusive, uma coisa que eu descobri, que gostaria que as pessoas que sofrem desse mesmo problema observassem: quando como ou tomo algum alimento que tenha lactose ou proteína do leite, aparecem umas bolinhas na minha garganta que causam um mau hálito absurdo, fora as cólicas intestinais que são absurdamente fortes. Essa secreção é causada pelo refluxo que esses produtos provocam em mim.
    Acompanho sempre as informações desse site. que sempre me são muito úteis.
    Obrigada pela dedicação com que voces nos brindam com tantas informações.

  28. Esse saite ajuda muito, pois quem tem intolerância sofre muito até descobrir o problema, minha filha tem 16 anos e sempre teve vômitos e diarréia e só agora, a um ano descobrir que ela tem intolerância a lactose, através de um teste de sangue, feito em laboratório, mas até conhecer o problema ela sofreu muito, não ganhava peso e era sempre magra, pois o peso que ganhava perdia, chegou a ter diarréias todos os dias, durante 03 anos, e depois que descobrir esse saite aprendi muitas coisas. Minha dificuldade é adquirir os produtos sem lactose, pois moro em uma cidade pequena que não tem variedade com relação a esses produtos ou muitas vezes na embalagem a letra da indicação são minusculas, dificultando à leitura dos ingredientes.

    • Olá Marcia,
      Para quem mora mais afastado dos centros urbanos restam duas opções: usar a criatividade para preparar receitas sem o uso de leite ou com baixa lactose e com isso suprir a falta de opções, ou procurar por lojas virtuais e fazer uma encomenda de produtos sem lactose. Há muitas lojas que entregam em todo o Brasil. Vc pode selecionar produtos que tenham uma durabilidade maior e que vc sinta mais falta e fazer o pedido. Veja várias opções no <a href="http://www.guiavivabem.com.br” target=”_blank”>www.guiavivabem.com.br

  29. Descobri agora que meu filho é alérgico a leite, portanto ele não pode tomar leite com 90% menos lactose? É isso que estou entendendo! Ele está com uma tosse insistente, nos exames ele ficou com perda de Zinco e Ferratina, como também a vitamina D. Tem como explicar a relação disto tudo ( as falta de vitaminas) e a intolerância ou será alergia ao leite. Para mim, tudo é novo!

    • Olá Mara,
      Exato! Alergicos as proteínas do leite não podem tomar leite com 90% menos lactose! A única coisa que é reduzida neste leite é a lactose, mas como o que causa a alergia são as proteínas, e não a lactose, este leite nunca deve ser usado por alergicos ao leite. Converse com o médico que acompanha seu filho para que ele lhe explique a causa das perdas minerais e vitamínicas. Há diferentes causas que podem ser consideradas. abs

  30. Olá!
    Muito esclarecedor o artigo.
    Quanto a intolerância à lactose: considerando que todos os leites animais possuem lactose, os produtos (queijos, iogurte, etc) da casa da ovelha anunciados sem lactose, realmente são 100% sem lactose?
    Como é feita a retirada da lactose do produtos em geral?
    Agradeço desde já!

    • Jamille,
      Sim, os produtos da Casa da Ovelha são 100% sem lactose. Isto ocorre porque existem dois processos para que a lactose seja retirada de um alimento lácteo. No caso dos queijos, o processo natural de fermentação e maturação de ALGUNS queijos faz com que a lactose seja parcial ou totalmente eliminada do produto. No caso de iogurtes há uma combinação entre a redução da lactose pelo processo natural de fermentação e o uso da enzima lactase para a eliminação da lactose presente no alimento. abs

  31. Oi minha filha eh alergica a leite, ela esta com um ano e eh bem dificil de diversifiar a alimentacao dela…ate pq ela ainda nao mastiga bem os alimentos entao nao podem ser duros e secos…
    gostaria de saber algumas dicas e alimentos e tipo bolachas q posso dar p ela sem medo, pois a reacao dela e mto forte,
    e tbm uma duvida…se sabe me informar se a bolacha maria da marca ZEZE nao contem leite…no rotulo atraz nao diz mais fiquei em duvida…

    Grata.
    Sheisa

    • Olá Sheisa,

      Sempre q vc tiver alguma dúvida a respeito da composição de um produto, ligue diretamente para o SAC da empresa, já que muitas empresas mudam a composição de seus produtos sem qualquer aviso préio aos consumidores!
      Em nosso site já publicamos diversas matérias a respeito de alimentos que não contém leite! de uma olhadinha nas matérias mais antigas e cadastre-se para ficar por dentro das novidades, ok?

      Gde abraço,

      Juliana

  32. Olá Luciane! Sou nutricionista e li seu texto sobre as diferenças entre lactose e proteína do leite de vaca.
    Gostaria de parabenizá-la pelas informações atrávés dos relatos que ilustraram muito bem as diferenças. Como nutricionista observo frequentemente essa confusão na população, o que pode gerar séiros problemas.

  33. eliana tambaroti on

    Olá!
    Sou mãe de uma menina de 2 anos e 3 meses , ela tem alergia ao leite de vaca ela toma leite de soja desde que nasceu, se ela comer qualquer alimento que contém leite ela fica com ronqueira no nariz como se estivesse gripada,e reclama dor na barriga ( colica). Ah! ela toma remedio para refluxo desde que nasceu ( losec mups ). Gostaria de saber se esses sintomas são de intolerancia a lactose ou alergia a proteina do leite de vaca, não sei mais o que fazer porque ela esta naquela idade que pedi as coisas para comer e eu não posso dar.
    Obrigada!
    Eliana

    • Olá Eliana,

      É muito provável que os sintomas dela estejam relacionados á alergia ao leite de vaca e não á IL, ainda mais que ela já tem esse diagnóstico! Até o refluxo pode estar relacionado a essa alergia.
      Porém é importante vc ter em mente se pior do que vc ter de negar um alimento a sua filha por ele ser prejudicial a saúde dela, é vc permitir que ele continue ingerindo estes alimentos! Os riscos são enormes e não valem, nem de longe, o prazer momentaneo de consumi-los, pois no caso de alergia, o custo pode ser o da própria vida! Alergia alimentar é algo sério, que se não tratado da maneira correta pode levar á morte, já que a gravidade de uma crise alérgica pode ser imprevisível!
      Pedir, ela vai pedir sempre, até por curiosidade, mas é importante que vc seja firme e explique a ela o porque dela não poder consumir determinados alimentos…muitas vezes nós nos surpreendemos com a capacidade de entendimento e de aceitação das crianças.

      Gde abraço,

      Juliana

  34. Luciana, parabéns pelo site e pela disposição de se expor para contribuir com quem sofre dos mesmos problemas… assim a gente vê que não somos os únicos e que podemos contribuir com as nossas experiências e, principalmente, que temos opções! Obrigada!!!
    Meu filho (3 anos) tem alergias, várias, principalmente alimentar ao corante amarelo e substâncias do leite. Apenas a título de contribuição, após os exames de sangue, a alergista informou para evitarmos quaisquer alimentos que contenham: leite de vaca, traços de leite, espessante lácteo, caseína, beta lactoglobulina, alfa lacto albumina…
    As reações são respiratórias e com manchas vermelhas pela pele, principalmente, em torno da boca. A gente dá os remédios e sabe que tudo vai passar, mas sempre que acontece fica aquele aperto no peito e um medo enorme…
    Mas temos esperança de que pode passar e agora sabemos que se não passar, ainda sim, poderemos seguir vivendo bem, com cada vez com mais opções nesse mercado e receitas gostosas possíveis. Graças a pessoas como você!
    Um beijo,
    Patricia

    • Olá Patrícia, obrigada pelo seu comentário !!! A maioria dos bebês com alergias às proteínas ao leite consegue iniciar uma alimentação normal a partir dos 3 anos, mas enquanto isso não acontece, sei como é difícil lidar com os medos de uma nova reação alérgica. Acho que nossa maior dificuldade está em aceitar que alimentos nutritivos e saborosos possam fazer mal. Mas como vc disse, hoje nossas opções estão melhores, temos mais informações e tenho certeza que a qualidade de vida de muitas crianças alérgicas será melhor do que há alguns anos atrás onde raramente se falava no assunto. Bjos e Obrigada!

  35. Margarida Pereira on

    Olá!
    Sou Mãe de um bebé de 9 meses de idade que tem APLV e intolerância à lactose.
    Desde os seus 2 meses de idade que é alimentado com um leite especial cahmado nutramigen e tem estado bem. O problema é que com a diversificação alimentar os alimentos a introduzir são sempre um problema… Gostaria de tentar fazer iogurte caseiro com o leite dele (o Nutramigen), já que no mercado não há nada que possa dar, será que consigo fazer iogurte com o seu leite e com as leveduras biológicas, tipo BioRich? Será que alguém já experimentou? Tenho algum receio em experimentar porque o leite nutrmigen á caríssimo, e se alguma coisa correr mal é dinheiro para o lixo!
    Obrigada pela ajuda
    Margarida Pereira

    • Olá Margarida,
      Esse leite que vc dá ao seu bebê é um leite com as proteínas hidrolisadas, justamente para bebês com APLV. Como esta é uma formula modificada, diferente do leite comum, não recomendaria vc fazer iogurte com esta fórmula. Há grandes chances de não dar certo. Leia uma matéria que publicamos sobre a introdução de novos alimentos na alimentação dos bebês. Talvez possa lhe ajudar. http://semlactose.com/index.php/2011/03/09/al… abs

      • ola, meu filho de 4 meses sofre demais com muitttttttaaaa cólica, a barriga estufada e muitos gases, estou desesperada, percebo que os sintomas aumenta quando tomo alguma coisa com leite, seriam eses sintomas de intolenrancia a lactose ou a proteina do leite? me ajudem por favor

      • Olá Silvia,

        Vc está amamentando? Os sintomas dele aumentam vc é vc quem consome o leite? Se for assim, é muito provável que seja alergia ás proteínas do leite de vaca, já que o leite materno contém grande quantidade de lactose, independente do que a mãe consome! Experimente evitar leite e derivados por um tempo e observe se os sintomas dele vão melhorar…se melhorarem, vc precisará continuar excluindo leite e derivados da sua alimentação enquanto seu filho estiver mamando.
        Estes sintomas que vc descreve são típicos da IL, mas tb podem surgir na alergia ao leite de vaca, o que causa enorme confusão entre ambas.

        Gde abraço,

        Juliana

    • Solange Petersen on

      Oi, Margarida tudo bem!!
      Meu nome e Solange, e tbn dou desse leite o Nutramigen ao meu filho, e gostaria de saber onde vc compra, a curiosidade e pq eu moro na Dimanarca, e estou indo paasar ferias no Brasil, e vou fica por 3 meses, e nao tenho como leva todo esse leite, pois meu pais moram em minas gerais cidade do interior, e ja pesquisei por la e nao tem esse leite, talvez vc pode me ajuda.
      Muito obrigada pela atencao, e ficarei muito grata se vc poder me ajuda…
      Solange soares petersen..

  36. Olá, minha filha é alérgica às proteínas do leite de vaca e sempre estou aqui no Semlactose buscando informações e receitas. O site tem me ajudado muito. Sempre que posso indico para outras pessoas. Gostei muito da matéria e queria dizer que discordo do Sr. Marcelo. Toda informação compartilhada é bem-vinda! Abraços a todos.

  37. Meu filho tem alergia a proteina do leite de vaca causa resecamento, tentei o leite de soja tbem não deu certo, ele esta usando pregomim pet há 2 meses, mas não esta ganhando peso apresenta um quadro de subnut. Na realidade não consegui ainda diferenciar se ele é alergico a lact ou à prot do leite. Vc pode indicar alimentos que possa ajud a mudar este quadro?

    • Olá Cristina,

      Não podemos indicar nenhuma conduta, pois isso carcterizaria atendimento não presencial, o que não é o objetivo do site, e tampouco é permitido pelo Código de Ética dos Nutricionistas! Como vc relata q seu filho está desnutrido, ´acompanhamento com um Nutricionista é fundamental, pois é necessário fazer uma avaliação completa do caso, da alimentação dele, para poder indicar os melhores alimentos e as quantidades para atingir as necessidades dele.
      Sugerimos que vc procure um nutricionista o quanto antes.

      Gde abraço,

      Juliana

  38. O pior de tudo é que são raros os profissionais da saúde que entendem essa diferença. Eu, particularmente, não conheço nenhum, cansei de procurar, passar nervoso e discutir com médicos, por eu saber mais do que eles e estes não admitirem humildemente sua total ignorância sobre o assunto (tenho histórias que prefiro nem comentar e esquecer para não remoer a raiva de tanta estupidez por parte de alguns médicos). Quando descobri minha intolerância fui ao médico já certa do que tinha por ter pesquisado muito tempo sobre meus sintomas, descobri que era realmente o que tinha, depois de alguns exames, mas a médica me mandou passar com um alergologista que entenderia melhor sobre o assunto (ela era gastroenteorologista). Nunca encontrei um profissional que soubesse mais do que eu, chegou um momento que cansei. Hoje pesquiso e leio muito sobre o assunto e sou minha própria especialista, já que não existe profissional que entenda do assunto na minha região (e olha que moro numa grande cidade).

    • Oi Sheila,
      Infelizmente muitos médicos ainda não estão bem preparados para tratar intolerâncias e alergias alimentares, mas acho que hoje há muito mais estudos na área e o assunto tem sido tema de debates em congressos com maior frequência. Eu pessoalmente acredito que todos nós deveríamos prestar mais atenção em nossos sintomas e "escutar" mais nosso corpo. Mas também é importante lembrar que nesta área de patologias gastrintestinais há diversas possíveis causas com sintomas muito parecidos. Fato é que doenças como a Doença Celiaca, Doença de Crohn e a Sindrome do Intestino Irritável são difíceis de diagnosticar, pois todas tem sintomas em comum. abs

  39. cristiane toledo on

    Meu filho tem alergia a proteina ao leite de vaca eu so tento dar alimento a base de soja leite e danone
    (naturis da batavo) mais as bolachas eu dou as que não contem lactose e nem leite são super dificil de encontrar mais quando compro é da marca Liane Queria sa ber se estou andando no caminho certo

    • Olá Cristiane,

      O caminho é esse mesmo: evitar tudo que contém leite e derivados!
      Se vc não encontrar os biscoitos, vc pode preparar em casa…basta adaptar receitas que levam leite, substituindo-o or leite de soja ou outros leites vegetais.

      Gde abraço,

      Juliana

  40. Luciane, gostaria de saber se quem comprovadamente tem Intolerância a Lactose (tendo feito o teste da curva de tolerância) pode ter também alergia ao leite… Pergunto isto, pois meus problemas respiratórios ficaram muito severos, inclusive bolinhas na barriga, no mesmo período em que descobri a intolerância. E os médicos dizem que não tem nada haver… Eu continuo tomando leite com 90% menos de lactose e as bolinhas e os sintomas de rinite (alérgica) continuam… Nenhum médico pediu nenhum tipo de exame para saber se tenho alergia ao Leite… mesmo eu insistindo muito… Qual exame para saber se tem alergia? Porque o médico (Imuno alergista) não quer saber se tenho alergia? Inclusive, mesmo sabendo que tenho a Intolerância, continuam dando medicamentos que tem leite na composição? Mesmo eu dizendo que o medicamento que contém leite me dá bolinhas no rosto???? Qual é a moral disto?? Deixar as pessoas apavoradas??? Sem respostas???

    • Olá Helena,

      Uma condição não descarta a outra! Ou seja, é possível ter IL e ALV ao mesmo tempo, e isso pode explicar seus sintomas, mesmo descartando a lactose!
      Convém procurar um alergologista para fazer os testes de alergia ao leite de vaca (dosagem das IgEs específicas para as proteínas do leite – caseína, alfalactoalbumina, betalactoglobulina no sangue e/ou o teste cutâneo para lergia às proteínas do leite).

      gde abraço,

      Juliana

  41. Maria Vânia B Matos on

    Tenho uma filha de 05 anos que é alergica ao leite e seus derivados, além da alergia ao ovo gema e clara e também a corantes. Gosto muito de ver informações sobre alergia ao leite. Tenho muita preocupação pois ela sempre me pergunta quando irá poder comer o leite e seus derivados. Fico sem resposta, pois desde 02 meses ela é alergica. Parabéns pela informações do site, e as dicas de receitas. Só precisam desenvolver algumas que não levam o ovo.

    • Olá Maria Vania,

      Que bom que vc gostou do site. Quanto as receitas, o foco de nosso trabalho é a intolerancia a lactose, e não as alergias alimentares, por isso nossas receitas podem conter ovos. Mas quando possível, publicaremos receitas sem esse ingrediente, ok?

      Gde abraço,

      Juliana

  42. Tenho um menino de 3 anos que o pediatra diz que ele tem ALPV, mas o meu filho não tem nenhum desses sintomas que li, como, ficar com boca avermelhada, manchas no corpo, etc. O que acontece com ele é a dificuldade de ganhar peso e esta tendo prisão de ventre. Tem mês que ganha 100g. no outro não ganha e às vezes perde.
    Ele é um menino que come de tudo, verduras, legumes, frutas, etc. Segui a recomendação do pediatra e troquei sua alimentação. Cortei leite e devirados e agora ele bebe aptamil pepti (da danone). Meu filho ganhou 400g. em 20 dias. Isso pode ser mesmo ALPV?

    • Olá Liliane,

      A prisão de ventre pode ser um indício de alergia alimentar e o fato dele não ganhar peso também! Os sintomas de alergia alimentar nem sempre são iguais para todas as pessoas e não se manifestam com a mesma intensidade em todo mundo…
      Mas seu filho fez algum exame para constatar a alergia? Se não fez, é importante fazer.

      Gde abraço,

      Juliana

  43. Oi, minha neta tem intolerancia ao leite de vaca e cabra,usou até os 5 anos leite de soja e ficava sempre com crises de alergia respiratória,fizemos exame e constatou que ela era alergica a soja tbm. Vocêfala que o mais seguro seria formulas com proteínas hidrolizadas. Como conseguir essas formulas, já tem no mercado., hoje ela tem 8 anos,e não é fácil para ela comer pois tudo tem soja ou leite. Espero anciosa uma resposta. obrigado. Maria Manoela

    • Olá Maria Manoela,

      Essas fórmulas já existem no mercado há um bom tempo, mas tem um custo alto. Alguns exemplos são o Alfaré, Pregomin, Alergomed, Neocate, etc. Na verdade, o indicado, na impossibilidade de alimentar um bebê (com risco de desenvolver alergia alimentar) com leite materno, é começar a alimentar o bebe com essas fórmulas, mas infelizmente, até mesmo por causa do custo, o mais comum é a utilização de fórmulas a base de soja ou leite de cabra (alimentos tão alergenicos quanto o leite de vaca). na idade da sua neta, o mais viável seria a utilização de "leites" vegetais, como o leite de arroz, de aveia, etc.

      Gde abraço,

      Juliana

  44. descobri ha um ano que tenho intolerancia a lactose. Fico muito feliz em acompanhar os comentarios feitos neste site. Me esclarecem muito.

  45. Boa tarde, referente a reportagem acima, a minha filha agora tem 3 anos, ela é alérgica a lactose, desde bebe, ela não pode consumir derivados do leite de vaca, nem de cabra. Ela começa a alergia pela boca, fica vermelha ao redor e vai dando varias manchas pelo corpo, da cabeça ao dedão do pé, e geralmente da vomito, e ela ganha muita cólica horas depois. ela não pode nem dividir o mesmo copo, de alguem que ingeriu lactose.

    • Olá Paula,

      Acho q vc ainda está confundindo um pouco as coisas. Como explicamos na matéria acima (e em muitas outras publicadas em nosso site), não existe alergia a lactose!!! A lactose é um açúcar e açúcares, em hipótese alguma causam reação alérgica! Isso precisa ficar muito claro pois no caso da sua filha (e em inúmeros casos de alergia ao leite), a exclusão somente da lactose pode causar diversos males a saúde e custar a vida de uma criança, entende? Alergia alimentar é algo muito mais grave e que requer cuidados muito mais urgentes e severos que a intolerancia!

      Os sintomas que vc descreve são típicos de alergia alimentar, no caso às proteínas presentes no leite de vaca e de cabra e não de intolerancia a lactose, já nos casos de IL, os sintomas são apenas gastrointestinais! A lactose, por não reagir com o sistema imune, não causa nenhum sintoma na pele, nem coceira, nem manchas, etc, e os sintomas da IL nunca são imediatos (são necessários, no mímino 30 minutos, para que algum sintoma da IL se manifeste, pois a lactose precisa chegar ao intestino), ao contrário dos sintomas de alergia às proteínas do leite, já que o simples contato da pele com estas proteínas já desencadeia os sintomas, que podem ser muito graves e fatais!

      É muito comum que crianças que apresentam alergia às proteínas do leite de vaca, ao trocarem este leite por leite de cabra apresentarem os mesmos sintomas alérgicos, já que algumas proteínas presentes em ambos os lites são muito semelhantes…é o que se chama alergia cruzada! Infelizmente ainda hj, muitos profissionais recomendam a substituição do leite de vaca por leite de cabra (ou por leite de soja), quando na verdade, o mais seguro seria a utilização de fórmaulas com proteínas hidrolizadas (previamente "quebradas"), para facilitar a digestão.

      Assim, por favor, fique muito atenta, e esqueça essa história de "alergia a lactose", pois isso pode acabar fazendo com que outras pessoas ofereçam, inadvertidamente, a ela, alimentos isentos de lactose, porém que contém as proteínas do leite (de cabra ou de vaca, que são as verdeiras responsáveis pelos sintomas da sua filha), o que pode ser muito prejudicial a sua filha, entende? O que ela tem, de fato, é alergia às proteínas do leite, de vaca e de cabra!

      Gde abraço,

      Juliana

      • Querida Juliana, hoje vejo a dirença entre um e outro, onde tive muitas dúvidas quando o meu filho ainda era pequeno, hoje com 06 anos. Apesar de buscar sempre matérias sobre isso, nenhuma me dava um diagnóstico completo. As pessoas dão muito palpite errado, e não sabem de nada. O caso do meu filho é alergia a proteina do leite de vaca, depois de saber os sintomas que ocorrem, e não intolerância à lactose, como muitos dizem. Mesmo estando tudo esplicado, as pessoas ainda tem dificuldade em saber a diferença entre um e outro. Tinham vários ignorantes que diziam que tinha que dar o leite para ele acostumar, ai ele piorava ainda mais, tinha crises horríveis. Hoje ela está um pouco mais resistente, e dou um pouco de derivados, em tempo espaçado, mas se der muita coisa ele entra em crise. Agora estou administrando isso melhor, mas na época foi muito difícil.
        Grande Abraço, Marluce.

    • Olá Paula,
      Como comentamos em nossa matéria, não existe alergia à lactose. As reações alérgicas provocadas pelo leite, são na verdade provocadas pelas proteínas lácteas e não pela lactose. Fala-se muito em lactose, mas ela nada tem a ver com alergia. Para saber mais sobre as diferenças, leia nossa matéria em http://semlactose.com/index.php/2008/02/18/al… abs

  46. DEscobri a ALPV do meu filho qdo ele tinha 6 meses de idade e acabou de fazer 4 anos, leio td q se relaciona a IT E ALPV, e ainda descubro novidades, acho que o importante é acrescentar e não diminuir, e fico feliz qdo vejo pessoas dispostas a falar sobre o assunto dividir experiencias, e cada uma tem seu valor, não posso achar q a minha seria melhor do q a sua, pq cada um tem sua opiniao, adorei a materia, Luciana. E MArcelo, provavelmente vc tem muito a falar, mas nao é criticando q vc vai conseguir atenção, gostaria de sanar algumas duvidas minha, mas fiquei um pouco desanimada com seu comentario .

      • Também tenho uma filha de 8 anos que tem intolerância a lactose esse diagnóstico foi descoberto quando ela estava com 1ano e 8meses devido as muitas crises de gripe, coriza e muita secreção nas narina e até mesmo crises de cansaço, em fim teve até que submeter a uma cirurgia de adenoide; más a minha dúvida é quando ela toma ou come alimentos que contém leite ela não tem crise de diarreia; e no teste que ela fez de alergia deu a intolerância más o outro teste só deu alergia a mofo e a poeira e ela vive constantemente com a pele irritada, o nariz coça o tempo todo e ainda toma o leite sem lactose inclusive ela só toma o supra soy que custa muito caro e é por esses motivos que eu as vezes me pergunto que tipo de alergia é essa ? ela vai ficar sempre com esse problema? me responda Erineide Fortaleza Ceará.

      • Olá Erineide,

        Sintomas respiratórios, como os que vc descreve, estão relacionados à alergia ás proteínas do leite (e a outras substancias, como mofo, poeira, etc), mas não à intolerancia a lactose!
        Testes de alergia só detectam alergia, e para saber se ela é alérgica às proteínas do leite, são necessários testes específicos, diferentes do teste de intolerancia a lactose.
        Se sua filha é de fato, alérgica ao leite de vaca, ela não deve ingerir leite com baixa lactose, porque as proteínas (as causadoras da alergia) estão presentes em grande quantidae neste produto, e vão perpetuar os problemas dela!
        Em geral, alergias alimentares tendem a regredir após os 3 ou 4 anos de idade, mas se ela ainda apresenta os sintomas aos 8 anos, é possível que a alergia a acompanhe por toda a vida.
        De toda forma, é importante q ela tenha acompanhamento médico constante, pois somente um especialista é quem poderá avaliar as achances daa alergia regredir com o tempo.

        Gde abraço,

        juliana

  47. Qual a novidade no texto? Não conhecia o site algumas informações são realmente pertinentes e atuais, o resto: mais do mesmo. Mas é bom que se tenha pois informações que para mim não somatizam para outros pais se tornam um norte. Posso lhe passar informações mais fidedignas a respeito de alergias e intolerâncias que realmente fazem a diferença no tratamento.

    • Olá Marcelo, em nenhum momento falamos em "novidade". O texto fala apenas sobre esclarecer as dificuldades enfrentadas na rotina de diversas pessoas que tem filhos com APLV e infelizmente ainda não tem claro as diferenças entre lactose e proteína láctea. Essa é um realidade em grande parte do País, onde pessoas com poucos recursos ou que residem em regiões mais afastadas dos centros urbanos enfrentam: a falta de informação e de acesso a bons profissionais de saúde. Todas as informações e novidades que ajudem os pais com crianças alérgicas ou intolerantes a melhorarem sua rotina é sempre bem vinda. abs

    • tenho um filha com 8 anos alérgica à proteína do leite de vaca;aprendemos com isso que é necessário ler as embalagens e entender todos os significados de lactose,separar todos os objetos da cozinha para não ter contato com leite e derivados e ensiná-la a conviver com isso e aprender a dizer qdo comeu algo sem que leve bronca,pois é necessário que saiba que agente não sabe o que pode vir a acontecer.tenha muita paciencia aproveite as receitas da vovó e substitua tudo que tem leite de vaca por soja

Deixe um comentário