Anúncio

Para não trocar seis por meia dúzia

18

Apesar de serem uma boa alternativa para quem não pode consumir lactose, produtos à base de soja também merecem um pouco da nossa atenção.

É realmente um conforto saber que existem substitutos disponíveis no mercado para aqueles produtos que são riscados da lista de compras das pessoas com algum tipo de intolerância ao leite. Em sua grande maioria, esses iogurtes, cremes de leite, leites condensados e chocolates, tão comuns nas prateleiras dos supermercados, são feitos de soja. Mas até que ponto não estamos trocando seis por meia dúzia?

Nos últimos 10 anos, houve um boom de produtos à base de soja, em grande parte, devido ao aumento do número de pessoas com diagnóstico de intolerância à lactose ou de alergia à proteína do leite. Entre os anos 2000 e 2007, foram lançados somente nos Estados Unidos cerca de 2.700 novos produtos contendo a soja entre seus ingredientes.

A introdução de maneira tão rápida e intensiva de um alimento que tradicionalmente não faz parte da dieta ocidental pode trazer alguns impactos para a saúde dessas populações, desde alergias alimentares a disfunções hormonais.

Efeitos colaterais

É verdade que a proteína da soja tem valor semelhante à proteína animal e sem os problemas associados à gordura saturada presente nos alimentos de origem animal. Mas nem sempre conseguimos aproveitar tudo isso quando consumimos produtos como o leite de soja e a proteína texturizada (carne de soja).

O grão da soja tem uma proteína de difícil digestão. Para conseguir obter seus benefícios, precisamos do auxílio de algumas bactérias benéficas do nosso intestino. Sem esses microorganismos, a proteína da soja não é digerida e vira alimento de bactérias indesejáveis, produzindo toxinas, gases e desconforto intestinal.

Além disso, essa proteína mal digerida pode ser “interpretada” pelo sistema imunológico como um corpo estranho e desencadear um processo alérgico semelhante ao que ocorre com a alergia ao leite de vaca. Os sintomas, nesse caso, variam de dores de cabeça a inchaços e inflamações na pele ou em outros órgãos.

Outro problema do consumo excessivo de soja, embora os estudos nessa área ainda sejam pouco conclusivos, é o risco de afetar o funcionamento da tireóide, com redução da eficiência dos hormônios dessa glândula, levando ao hipotireoidismo e aos sintomas associados, como ganho de peso, cansaço, sonolência e prisão de ventre.

Direto da fonte

Nos países orientais, onde a soja é parte do hábito alimentar há milênios, o grão é fermentado – para fabricar o missô (pasta de soja) e o molho shoyo – ou coagulado para dar origem ao tofu (queijo de soja). Ou seja, esse processamento adianta o serviço das bactérias benéficas e transforma a soja em um alimento de mais fácil digestão, reduzindo o risco de alergias alimentares e efeitos adversos do consumo da soja.

Então ficam duas recomendações. Em primeiro lugar, abaixo a monotonia. Use produtos derivados da soja com moderação e procure variar os alimentos, pois essa é a melhor maneira de evitar qualquer alergia alimentar. E, quando usar produtos à base de soja, dê preferência aos fermentados (missô) e coagulados (tofu).

No próximo artigo, você confere a versatilidade do tofu em preparações doces e salgadas.

Anúncio
Compartilhe.

Sobre o autor

Nutricionista e jornalista, Maira realiza oficinas de culinária vegetariana, sem glúten e sem lactose, além de atender pacientes em seu consultório em Brasília, DF. "Desde 2004, quando me tornei vegetariana, tenho estudado a importância da alimentação na saúde e na qualidade de vida e procurado desenvolver receitas práticas e saborosas que apliquem esses conceitos. Para mim, cozinhar é um hobby delicioso e comer, um momento mais gostoso ainda." Maira é especialista em Nutrição Funcional e é autora do blog DaHora Culinária Vegetariana

18 Comentários

  1. Pra mim isso faz muito sentido mesmo. Cortei produtos de origem animal, e tenho consumido algumas coisas de soja. E percebi que quando como proteína de soja em preparos como hambúrguer, bife, almôndega etc tenho desconforto abdominal e muita enxaqueca, porém consumindo tofu isso não acontece. 😉
    Que bom, porque o tofu tem sido meu ingrediente preferido para alguns preparos: tofu mexido, patês saborizados etc. Sabe dizer se o leite de soja também é fácil de digerir?

  2. Maria Gabriela on

    Olá, descobri há seis meses a IL e como tenho a intenção de me tornar vegetariana, tenho aos poucos tirado a carne da minha alimentação e usado mais a soja. Procuro me alimentar bem, raramente como besteiras. Acontece que continuo tendo episódios de desconforto. Teve uma vez que fiquei uns 4 dias com muita tontura, franqueza, dor de cabeça, quase desmaiei no caminho pra trabalho. Ontem mesmo comi creme de leite de soja e imediatamente tive enjoo e dor no estômago. Será que é o caso de alguma alergia?

  3. Meu filho tem intolerancia a lactose e a corante,não sei o que faço gostaria de saber como faço algumas receitas para ele comer.Ele até já emagreceu porq nem tudo eu acho que não tenha leite e nem corante e pior de tudo ele não pode comer a clara do ovo.Preciso de ajuda

    • juliana_nutri on

      Olá Michele,

      O mais indicado é procurar um Nutricionista o quanto antes, para uma avaliação detalhada do estado nutricional e da alimentação do seu filho e para que este profissional possa orientar quanto às substituições necessárias.

      Gde abraço,

      Juliana

  4. Olá!
    Existe algum teste para saber se a pessoa tem alergia a soja?
    Eu tenho IL, parei com lactose a 3 meses e continuo estufada. O médico falou que é a sindrome do intestino irritavel. Mas fiquei pensando que talvez fosse a alergia a soja, pq sinto os sintomas comentados no texto acima e estou com as taxas baixas da tireóide. O que voces acham?

  5. Gostaria que me ajudassem a encontrar receitas sem soja e sem lactose, meu filho tem intolerância a lactose e alergia a soja. Obrigada.

    • Luciane Baldo on

      Olá Maura,
      Receitas sem soja e sem lactose são realmente mais difíceis de serem elaboradas. Minha sugestão é utilizar leite de cereais, como leite de arroz, de amêndoas ou aveia para substituir o leite de soja.

      Abçs,

  6. Eu fico muito triste, pois a minha filha mais nova tem intolerânca à lactose e onde eu moro não cosigo nenhum produto a não ser o leite. É muito dificil dar um lanche ou café da manhã porque eu não consigo um iogute ou um biscoito. Nada disso.

    • Olá Kitiana,
      É justamente nesses casos que vc pode aproveitar e preparar seus próprios biscoitos e outros lanches em casa. Sim, com certeza dá mais trabalho, mas em compensação vc pode oferecer um alimento mais nutritivo, sem adição de corantes, gorduras hidrogenadas, saborizantes artificiais e tantas outras coisas adicionadas aos produtos industrializados. Sem falar que vc poderá fazer biscoitos sem leite, apropriados as necessidades da sua filha. Além disso, use sua criatividade. No café da manhã ou no lanche da tarde, ofereça mais frutas, geleia para comer com pães ou biscoitos caseiros. Veja nossas receitas sem lactose e prepare em casa. Tenho certeza que sua filha irá adorar!
      abçs,

    • Cara Kitiana,
      Também tenho intolerância e alergia a lactose. Na busca – de forma prática – de alimentos que tenham pouca ou nenhuma lactose tenho descoberto que, por exemplo, o queiijo prato não me faz mal algum. Em uma queijaria em Teresópolis me disseram que todo o queijo que tenha carboidrato 0% não tem lactose. Não sei se há confirmação científica, mas tem dado certo. Boa sorte. Ana Mendes

  7. Gostaria de saber se nos leites, cremes, chocolates e iogurtes de soja contêm nitrofurazona ou neomicina porque sou alérgica.
    Grata Nilza

  8. Pois é, comigo e com meu noivo a situação se complica. Ele tem alergia a proteina do trigo e eu intolerância a lactose. Logo, substituia na comida para nós dois o leite por produtos com soja. Quando então decobrimos que ele tem também alergia a soja. Agora temos que fazer várias refeições separadas, ficou mais difícil fazer uma só comida para ambos.

    Mariana

  9. Por gentileza, vc poderia me dizer se consigo comprar algum danoninho, iogurt, ou coisa parecida q posso dar a minha filha q tem intolerancia a lactose, ela tem 10 meses, e gostaria de dar algo diferente pra ela se alimentar.

    OBRIGADA

    DEBORA

    • Olá Débora,

      Na idade dela, ainda não se recomenda oferecer este tipo de alimento por causa da presença de corantes, que podem causar alergia em bebês. No geral, iogurtes e leites fermentados possuem menor teor de lactose que o leite e além destas opções, existem alguns iogurtes a base de soja, totalmente isentos de lactose.
      O ideal, é so eferecer este tipo de alimento (e qq outro tipo de alimento industrializado, contendo aditivos, como corantes) após 1 ano de idade.

      Uma opção mais saudável, seria vc mesma preparar o iogurte em casa, a partir do leite com baixo teor de lactose (que tornará o iogurte com menor quantidade de lactose que os industrializados). Dê uma olhada na matéria que publicamos a respeito, no link a seguir: http://semlactose.com/index.php/2009/09/27/io

      Gde abraço,

      Juliana

    • sim, tem um iogurte à base de soja e nem é tao caro…. bom tambem é fazer vitaminas de frutas utilizando-se o leite de soja liquido……

Deixe um comentário