Anúncio

Pesquisadoras desenvolvem sorvetes sem leite

20

sorvete_globorepNo dia 19.02 foi exibido no Globo Repórter uma matéria sobre novas pesquisas que vem sendo desenvolvidas para elaborar sorvetes sem leite de vaca. A reportagem sugerida por Ruy Nogueira, um de nossos leitores, mostra dois estudos sobre sorvetes: um à base de soja e outro à base de inhame.

A receita não é revelada, mas as pesquisadoras garantem que os sorvetes têm um ótimo sabor e são muito mais nutritivos e saudáveis. O sorvete à base de soja é 100% vegetal com 80% menos gorduras e 50% menos calorias. A segunda reportagem apresenta um sorvete desenvolvido à base de inhame com abóbora e abacate, incluindo também coalhada ou iogurte natural. Esta segunda receita não poderia ser utilizada por pessoas com IL ou ALV, mas esses ingredientes poderiam ser facilmente substituidos por um iogurte com baixo teor de lactose ou ainda um iogurte de soja. Por enquanto os sorvetes ainda estão em fase de testes. Entretanto, essas iniciativas demonstram uma preocupação em criar alternativas mais saudáveis e que também possam ser consumidas por pessoas com restrições alimentares.

Confira a reportagem:

Sorvetes nascidos em laboratório não engordam e são deliciosos

Anúncio
Compartilhe.

Sobre o autor

Portoalegrense, graduada em Letras, MBA em Marketing de Serviços pela ESPM-RS e MBA Executivo pela FDC. Na área de culinária, Luciane fez cursos no IESB, Escola de Gastronomia de Brasília, além de diversos workshops no Brasil e no exterior. Após descobrir sua intolerância à lactose em 2006, Luciane passou a pesquisar o tema e deu início à criação e adaptação de receitas, substituindo ingredientes e experimentando novos sabores. Em 2007 nasce o Semlactose.com e, desde então, Luciane atua como editora e administradora do site, sempre em busca de novidades na área.

20 Comentários

  1. Bom dia!
    Gostaria de saber quais são as consequencias para o paciente que não tem os cuidados com a intolerância a lactose e mantem a alimentação a base de leite, uma vez que os sintomas são muito leves e não acontecem sempre que ingere leite ou derivados?
    Obrigado.
    Paulo.

    • Olá Paulo,

      O risco é a má absorção de nutrientes, e o desenvolvimento de disbiose intestinal. A longo prazo, ambas se tornam responsáveis por outros problemas de saúde, como infecções, hipersensibilidades alimentares, etc.
      Se vc te IL, mesmo não apresentando muitos sintomas, convém não exagerar na dose de leite e derivados! Como em tudo na vida, a palavra chave é moderação!

      Gde agraço,

      Juliana

      • Olá. Vi o comentário do colega acima perguntando sobre o risco. Tenho IL faz tempo, mas só diagnostiquei em 2014 e continuei comendo “moderadamente”, mas no final de 2015 tive problemas intestinas graves relacionados ao uso forçado do leite. Agora nem esses 0 Lactose que vemos em qualquer mercado eu posso. Passo muito mal. A saída é a soja e leites vegetais. Ter acompanhamento médico no meu caso é essencial.

        Amo o Site! Me ajuda muito com receitas.

  2. Bom dia,

    Gostaria de saber se aqui em Salvador tem algum local que venda sorvetes com lactose zero.
    Vi que a Verde Campo é fabricante destes iogurtes, será que posso encontrar aqui em Salvador?
    Grata
    Olivia

    • Olivia,
      para saber sobre pontos de venda dos iogurtes da Verde Campo, entre em contato com o SAC da empresa. Sobre sorvetes sem lactose em Salvador, vc sempre tem a opção de procurar por sorbets nas sorveterias da cidade. Os sorbets são sorvetes à base de frutas e água. Diversas sorveterias oferecem essas opções. Abs

    • Jeanne,
      Muitas sorveterias fabricam alguns sabores de frutas somente à base de fruta é água. Pergunte para a sorveteria que vc constuma frequentar se eles tem sovetes elaborados sem leite. abs

    • Olá Raíssa,
      Existem diversas sorveterias que fabricam sorvetes somente a base de frutas e água, os chamados sorbets.

      abçs,

  3. Olá!
    No início deste ano descobri que tenho intolerância a lactose, e conheci este site, que estou gostando bastante, pois me tirou bastante dúvidas e me deu boas dicas!
    Mas como eu moro no interior do estado do Mato Grosso, minha nutricionista não conhecia ainda alguem que tivesse IL, então nos duas estamos aprendendo juntas a respeito do assunto. Mas muitas dúvidas ainda vão sugindo no caminho. A minha nova dúvida é que eu minha nutricionista vimos em um material, que iogurte pode ser consumido por intolerantes. Isso é verdade?

    Desde já agradeço a atenção.

    • Olá Aila,
      Para quem inicia uma readaptação alimentar, as dúvidas são sempre constantes. Bem, a respeito dos iogurtes: durante o processo de elaboração do iogurte, as bactérias (fermento lácteo) consomem parte da lactose contida no leite e por este motivo o iogurte contém um teor reduzido de lactose. Entretanto é importante entender que esta redução não é muito significativa. Estudos mostram que a redução chega até no máximo 30% do teor de lactose . Bem, aí dependerá do seu organismo. Alguns intolerantes à lactose conseguem consumir determinada quantidade de lactose sem ter os sintomas desagradáveis da IL, ao passo que outras pessoas não conseguem consumir nada que contenha lactose.
      abçs,

  4. Ola pessoal , estou em testes finais para producao do sorvete a base de soja para venda a principio na grande sao Paulo. quem tiver interesse favor enviar o contato para meu email para que possamos falar. Uma coisa eu ja posso adiantar: os testes que já fizemos com os sabores morango e baunilha ficaram muito positivos. A cremosidade e sabor parecem com o à base de leite.

  5. Selma,

    Não sei informar sobre sorveterias em Novo Hamburgo.

    Em relação a ricota de búfala, ela é um tipo de queijo, então não ficou claro que tipo de susbtituição você procura. Você procura um tipo de queijo com baixo teor de lactose? As ricotas são possivelmente os tipos de queijo com teor mais alto de lactose. Procure por queijos maturados como o parmesão, por exemplo.

    Abçs,

  6. Oi pessoal!

    Se alguém conhecer algo em Salvador (e cidades próximas) me avisem por favor!

    Mudei faz 15 dias para Lauro de Freitas e ainda não encontrei nada (sorvetes, leite de baixa lactose, creme de soja…)

    Uma opção boa para matar o calor é o açaí! Só precisa tomar cuidado porque algumas pessoas batem com leite em pó!

    um abraço

    Ana Claudia

  7. selma naiara r strel on

    Gostaria de saber se aqui em Novo Hamburgo/RS há alguma sorveteria do gênero e esclarecer uma dúvida. Me indicaram a ricota de búfala para substituir o queijo. Há outras opções de substituição?

    Abraços

  8. SERGIO CLOTHER GRECC on

    AQUI EM FORTALEZA, TEM UM SORVETE DE CHOCOLATE, FEITO PELA D´ILTÁLIA, NA AVENIDA DESEMBARGADOR MOREIRA… QUE É MUITO BOM, LÓGICO DE SOJA…….. PERFEITO………

    ABRAÇO

  9. Olá Lucia,

    Uma de nossas leitoras indicou a Jungle Juice ( Av. Vicente Machado, 1965 – Batel – Curitba-PR). Outra indicação que recebemos é a sorveteria da Praça do Gaúcho – segundo a leitora, tem sorvete de uva sem leite a partir de dezembro (e só durante a temporada).

    Sobre os produtos da Olvebra, acesse a página sobre os pontos de venda por região e procure os pontos de venda mais próximos de você. http://www.olvebra.com.br/pt/OndeEnc/OndeEncontra

    Abçs,

  10. Oi. Tudo de bom esta sorveteria de Campinas! Gostaria de saber se, aqui em Curitiba, existe alguma sorveteria que também comercialize sorvetes e picolés sem lactose.

    Outra coisa, também tenho dificuldade em encontrar os produtos da Olvebra. Sei que posso adquiri-los via internet, mas eu gostaria mesmo é de encontrar em algum mercado daqui para que eu possa adquiri-los regularmente e na quantidade desejada.

    Por favor, se puderem me auxiliar nas duas questões acima, ficarei muito agradecida.

    tchau e abraços.

  11. Aqui na minha cidade – Campinas – tem uma rede de sorveteria que tem sorvete de massa e picolé sem lactose.
    Os sabores incluem creme, morango, chocolate e milho. São muito saborosos e o mesmo preço do comum.
    Para quem mora em Campinas, tá aí a dica. A sorveteria é a SERGEL.
    Beijos a todos

Deixe um comentário