Anúncio

100 receitas sem glúten e sem laticínios

26

Cotado como um dos mais vendidos da seção de culinária na Livraria da Folha em outubro, o livro “Receitas especiais sem glúten, sem trigo ou laticínios” pode ser uma ótima opção para aqueles que estão sempre em busca de novidades em receitas ou querem uma sugestão de presente para este final de ano.

Há apenas um ano atrás, os livros de culinária para pessoas com restrições alimentares era algo raro nas livrarias brasileiras. Com muita dificuldade, era possível encontrar alguns títulos e somente em inglês. Hoje, com a gastronomia em alta e uma importância crescente nos cuidados com a alimentação, surge uma brecha para publicações sobre alimentação especial.

O livro “Receitas especiais sem glúten, sem trigo ou laticínios” foi originalmente publicado em inglês e traduzido e publicado no Brasil pela Publifolha. A autora, Grace Cheetham, sofreu com alergias alimentares desde sua infância e hoje coloca sua experiência como escritora e culinarista neste livro que contém 100 receitas para pessoas com alergia ao glúten, às proteínas do leite e intolerância à lactose.

As receitas são de simples elaboração e o livro inclui uma breve introdução a receitas base para pães, molhos, caldos e temperos. A única desvatagem de livros de culinária traduzidos é o fato de conterem alguns ingredientes que não temos disponíveis por aqui ou ingredientes mais difíceis de serem encontrados.

 

Anúncio
Compartilhe.

Sobre o autor

Portoalegrense, graduada em Letras, MBA em Marketing de Serviços pela ESPM-RS e MBA Executivo pela FDC. Na área de culinária, Luciane fez cursos no IESB, Escola de Gastronomia de Brasília, além de diversos workshops no Brasil e no exterior. Após descobrir sua intolerância à lactose em 2006, Luciane passou a pesquisar o tema e deu início à criação e adaptação de receitas, substituindo ingredientes e experimentando novos sabores. Em 2007 nasce o Semlactose.com e, desde então, Luciane atua como editora e administradora do site, sempre em busca de novidades na área.

26 Comentários

  1. tatiana frutuoso on

    Olá , tenho um filho de 1 ano e 11 meses ,descobrimos a pouco tempo que ele éa alérgico a lactose.Sempre foi muito doente,vivia tomando antibióticos e não desenvolvia.Hoje com a dieta da soja tudo mudou mas ainda tenho dificuldades em sair para festas com ele.Qualquer pedacinho de derivados já vem a infecção..me ajuda

    • juliana_nutri on

      Olá Tatiana,

      O caso do seu filho parece ser alergia ás proteínas do leite e não intolerância a lactose. Por isso, qualquer pedacinho já provoca os sintomas!
      Fique atenta, pois no caso dele, não basta evitar a lactose! è necessário evitar tudo que possa conter leite, derivados e alimentos que podem estar "contaminados" com os mesmos, para evitar problemas! A alergia às proteínas do leite é sempre muito mais grave que a intolerância a lactose e necessita de muita atenção com relação a alimentação.
      O que vc pode fazer é levar "substitutos" isentos de leite e derivados para que seu filho coma na festa e não se sinta excluído.

      Gde abraço,

      Juliana

  2. TEm um livro também muito bom que comprei que é AUTISMO UMA ESPERANÇA PELA NUTRIÇÃO.
    São receitas sem glutem e sem leite. Recomendo o livro muito bom, tem várias dicas.

    • Djalma,
      você encontra este e outros livros de receitas sem lactose em livrarias. Procure pelo título no Google e vc deverá encontrar livrarias que vendem este livro.
      abçs,

  3. Tenho 28 anos e acabo de descobrir que tenho intolerancia a gluten e lactose. No inicio pensei que iria morrer porque foi muito dificil descobrir esta doença. Hoje vejo tamanha dificuldade de encontrar alimentos sem gluten e lactose, mas mesmo assim, apesar das restriçoes, vivo feliz. Gostaria de agradecer pela preocupaçao com estas pessoas e dizer que este livro será de grande importância em nossa vida. obrigada.

  4. Olá. Bom descobri aos 35 anos que tenho doença celíaca. Tá difícil me adaptar, primeiro que todos os produtos são caros e como só meu esposo trabalha fica difícil mesmo. Bom, mas ainda chego lá. Quem sabe alguma empresa não começa a pensar nessa parte da população sem condições e que tem essa doença ou outras.

    bjs a todos e parabéns pelo site.

    • Olá Marcina,

      Realmente no começo é meio complicado mesmo. Mas sempre é possível contornarmos os obstáculos.
      Uma alternativa, é vc mesma passar a preparar seus alimentos em casa. Existem diversas receitas de pães, bolos, biscoitos, etc, sem glúten que vc mesma pode fazer, com ingredientes baratos, como creme de arroz (usado em mingau), fecula de batata, polvilho, etc. No site http://www.riosemglutem.com vc encontrará diversas informações que certamente te ajudarão a conviver com a Doença Celíaca. E no nosso site, vc encontrá as informações necessárias a respeito da intolerância a lactose, que em geral, está associada à Doença Celíaca.

      Gde abraço,

      Juliana

  5. Olá, infelizmente, ou felizmente, descobri com 34 anos que sou celiaca. Antes tarde do que nunca né?! Mas vendo este site me animei muito pq até então achei que nunca mais sentiria prazer em comer. Estou conhecendo alimentos que nunca ouvi falar, mas a minha maior dificuldade é encontrar mais opções de leite sem soja/lactose/glúten. Além do leite de arroz, é terrivel acordar de manhã e não poder tomar meu leite quentinho. Parabéns pelo trabalho maravilhoso. Abraço.

    • Olá katia,
      O início de uma reeducação alimentar não é muito simples, mas aos poucos vc vai descobrir novos sabores e verá que há opções de alimentos não só saborosos como muito mais saudáveis. Em relação ao leite, você já experimentou o leite com baixo teor de lactose? Se além da doença celíaca, você também possui intolerância à lactose, esta pode ser uma boa alternativa. O sabor do leite é idêntico ao leite comum.
      abçs,

  6. Larissa,

    como a Luciane escreveu alguns posts acima do seu, o livro pode ser encontrado no próprio site da Publifolha (a editora) e nas principais livrarias.

    Gde abraço,

    Juliana

  7. Olá Anne,

    Realmente a farinha de grão de Bico é mais difícil de ser encontrada. Sugiro você procurar o produto em casas de alimentos para vegetarianos. Acredito que ela possa ser substituida por outras farinhas de uso mais comum, mas não ainda não a testei para poder afirmar como a receita ficaria com esta substituição.

    Abçs,

  8. Anne Catharine on

    Comprei este livro na livraria cultura pela internet, nas receitas pede para usar farinha de grão de bico e margarina sem lactose, onde eu encontro, posso substituir esta farinha por outra?

Deixe um comentário