Anúncio

Novo exame para detectar a intolerância à lactose

130

Teste DNAO Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA) torna-se o segundo centro no Brasil a oferecer o exame genético para detecção da Intolerância à Lactose. A Análise Molecular de Hipolactasia Primária, como é chamado, é um novo exame que tem a vantagem de ser um procedimento de elevada confiabilidade sem o desconforto que a sobrecarga de lactose dos exames comuns causa. A convite do laboratório de Terapia Gênica do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, fomos conhecer de perto o trabalho que está sendo realizado e trazer para nossos leitores todas as novidades em primeira mão.

A causa mais comum de deficiência de lactase (enzima que digere a lactose) é a Deficiência Primária, na qual há um declínio, geneticamente determinado, nos níveis dessa enzima a partir dos 2 ou 3 anos de idade. Os sintomas da Intolerância à Lactose que decorre desse declínio podem tornar-se mais evidentes durante a adolescência ou na fase adulta. A Análise Molecular de Hipolactasia Primária busca identificar se o indivíduo possui ou não uma mutação no gene LCT, responsável pela síntese da enzima lactase-florizina hidrolase (enzima lactase).

MUTAÇÃO GENÉTICA DETERMINA PERSISTÊNCIA DA ENZIMA LACTASE

Hoje o leite está presente em milhares de alimentos em todas as partes do mundo, mas na realidade o homem, sendo um mamífero, estava originalmente preparado para alimentar-se com leite somente nos primeiros anos de vida. A enzima lactase naturalmente diminui à medida em que crescemos. Entretanto, no momento em que o homem iniciou a domesticação do online casino gado, ele passou a ter leite fresco à sua disposição durante um período muito mais longo e com isso sofreu uma mutação genética para que o corpo se adaptasse àquela nova realidade. “A diferença está no fato de esta mutação genética causar uma persistência na produção da enzima lactase, pois o normal seria a diminuição da produção desta enzima pelo nosso organismo”, explica Fernanda de Oliveira, bióloga e responsável pelos exames moleculares realizados no Centro de Terapia Gênica do HCPA.

A bióloga Ursula Matte, co-autora de um estudo pioneiro no País, foi quem concebeu o projeto para a realização desse teste no Hospital de Clínicas. O estudo apresentou uma alta correlação entre indivíduos testados primeiramente com o teste de hidrogênio respirado e posteriormente com o teste molecular, provando assim a eficiência desse último.

COMO O EXAME É REALIZADO

Diferentemente dos exames disponíveis em hospitais e laboratórios no Brasil, o teste molecular é rápido, não necessita jejum, nem causa o desconforto da ingestão de uma sobrecarga de lactose. Através de uma coleta de sangue, a análise molecular é realizada e o resultado sai em 7 dias úteis. A Dra. Themis Reverbel da Silveira, Coordenadora do Laboratório Experimental de Gastroenterologia e Hepatologia do HCPA e professora da UFRGS, lembra que muitos de seus pacientes reclamavam dos sintomas pós-exame, e que a grande vantagem deste teste genético está na ausência desses sintomas, além da sua confiabilidade.

RESULTADOS

Os resultados são apresentados ao paciente com os seguintes possíveis genótipos:

CC – não-persistência da enzima lactase (intolerante à lactose)
CT ou TT – persistência da enzima lactase (tolerante à lactose)

Por enquanto, esta análise molecular não está coberta por convênios de saúde. O valor do exame é R$ 120,00 (custo de pesquisa) e só pode ser realizado com solicitação médica.

EXAMES PARA OUTROS ESTADOS

O HCPA está avaliando formas de disponibilizar este exame para outras cidades do Brasil. Por enquanto, os profissionais da saúde e laboratórios que desejarem solicitar a realização deste exame deverão entrar em contato com o Hospital para receberem informações sobre como proceder para a coleta de sangue e tranporte da amostra.

MAIORES INFORMAÇÕES E AGENDAMENTO DE EXAMES

Hospital de Clínicas de Porto Alegre
Rua Ramiro Barcelos, 2.350
Fone 51 – 3359.8847
Anúncio
Compartilhe.

Sobre o autor

Portoalegrense, graduada em Letras, MBA em Marketing de Serviços pela ESPM-RS e MBA Executivo pela FDC. Na área de culinária, Luciane fez cursos no IESB, Escola de Gastronomia de Brasília, além de diversos workshops no Brasil e no exterior. Após descobrir sua intolerância à lactose em 2006, Luciane passou a pesquisar o tema e deu início à criação e adaptação de receitas, substituindo ingredientes e experimentando novos sabores. Em 2007 nasce o Semlactose.com e, desde então, Luciane atua como editora e administradora do site, sempre em busca de novidades na área.

130 Comentários

  1. BOA TARDE LUCIANE !!!
    SOU LISIANE ,ESTOU FAZENDO UM TRABALHO SOBRE INTOLERÂNCIA À LACTOSE,PARA A CADEIRA DE BIOQUIMICA DA ESCOLA TÉCNICA CRISTO REDENTOR EM PORTO ALEGRE.EU FAÇO O CURSO DE ANÁLISES CLÍNICAS.ACHEI MUITO INTERESSANTE SUA MATÉRIA,VOU CITA-LA NO MEU TRABALHO

    OBRIGADO DESDE JÁ PELA SUA AJUDA ,

  2. claudio Sergio costabile on

    Meu neto tem 3 anos. Com 6 meses de idade; o gastro diagnosticou(sem que tivesse feito exame algum), que ele tem alergia a proteína animal. Ele não consome leite, ovos (albumina), carne de gado ou porco ou derivados. Êle está abaixo do peso ideal e os pediatras (SUS) não encaminham p/ outro especialista mesmo que solicitado. As reações a estes alimentos são: diarréia com cheiro insuportável, febre alta com infecção respiratória. Achamos que um especialista deva acompanha-lo e evitar alguma outra consequencia. peço sua ajuda p/ como proceder…

    • Claudio,
      É comum que a conduta médica seja uma diagnóstico de alergia por uma dieta de exclusão, ou seja, o medico irá avaliar se a criança melhora seus sintomas ao retirar de sua dieta alimentos potencialmente alérgenos. Se os sintomas melhorarem, sinal que eram esses alimentos que estavam provocando reações alérgicas. Entretanto é muito importante fazer um acompanhamento nutricional, pois no momento em que alimentos importantes são retirados da dieta da criança ela pode ter perdas nutricionais. O ideal é que os pais recebam orientação de um nutricionista para saber que alimentos poderão ajudá-lo a ter uma alimentação saudável e voltar a ganhar peso. Outro detalhe importante é fazer uma nova avaliação com um alergologista para verificar se seu neto continua com alergia a esses alimentos. Cerca de 80% das crianças a partir dos 3 anos de idade melhoram de alergias alimentares e podem ter uma alimentação normal. abs

  3. Minha filha de um aninho acabou de fazer o exame genético em Maringa no Paraná, mais não foi com amostra de sangue, foi pela coleta de saliva ,super rapido, não precisa estar em jejum e também demorou 5 dias para ficar pronto no laboratório Sao Camilo, o resultado foi o imaginado, ela é intolerante CC a lactose, agora vou retornar a médica dela para ver como deve ser a sua alimentação de agora em diante.

  4. Oi tenho um filho se chama henzo ele tem 11 meses e descobri qnd ele tinta 3 meses que era intolerante a lactose. Ele tem vario sintomas: diarreia, gripe direto, chiado no peito, dor na barriga. Eu so gostaria de saber se com esse exame mostra tudo, se ele e alergico e intolerante a lactose.

    • Olá Kezzia,

      Sintomas respiratórios podem estar relacionados à alergia ás proteínas do leite e não à IL, mas uma coisa não descarta a outra, já que ambos os problemas podem existir ao mesmo tempo. Esse exame so detecta a IL. Para saber se ele tem alergia ao leite de vaca, é necessário fazer outros exames, especificos para alergia.

      Gde abraço,

      Juliana

  5. Olá, meu nome é Cynthia, sou de Curitiba.
    Semana passada eu coletei sangue dos meus dois filhos e enviei para fazer o exame mencionado na matéria acima, e hoje recebi a confrmação do que eu suspeitava, os dois são intolerantes, isso explica tantas cólicas por tanto tempo nos dois. E este foi o único sintoma que ambos apresentaram. Quem tiver interesse em fazer o exame é só ligar no telefone mencionado na matéria eles explicam tudo e é só mandar pelo correio o sangue conforme eles nos orientam que dá tudo certo. Foi bem melhor ter feito esse do que o teste padrão, principalmente quando se trata de criança.

    • Olá Cynthia,
      Que bom saber que vc fez os exames e que o serviço funcionou corretamente. Pra nós, este feedback é sempre importante, pois mais pessoas podem se beneficiar dessas informações. abs

  6. luciana gregis on

    Ola dra,fiz este teste de intolerância a lactose pois estava com uma infecção intestinal,pois estava uns 5 dias com diarreia mas esfarelada,nao aguada,ai fui ao médico e me deu um antibiótico e pediu este exame.Mas após 4 horas do exame me deu uma reação de fortes colicas,muitos gases,e diarreia ai passou o dia todo com diarreia depois so gases.Isso é normal?Será que tenho intolerância a lactose por causa destas reações?Me ajude dra estou muito preocupada,tenho 32 anos e amo queijo será o fim para mim em relação a queijo????abraços dra aguardo ansiosa por uma resposta.obrigada!!!!

    • Olá Luciana,

      Infecções intestinais causam intolerancia a lactose temporária. Mas é necessário saber se a sua diarréia foi consequencia da IL , da infecção ou de ambas. Tb é necessário avaliar o resultado do seu exame e talvez repeti-lo em outro momento, depois q vc estiver totalmente recuperada da infecção.
      Os sintomas q vc apresentou durante o exames são característicos da IL, e ocorre quando a lactose não é bem digerida pelo organismo.
      Independente disso tudo, os graus de IL podem variar numa mesma pessoa, em momentos diferentes, e após a dieta de exclusão da lactose (necessária para que o intestino se recupere e volte a produzir a enzima), pode-se testar pequenas quantidades, pouco a pouco, para verificar quanto de lactose pode ser ingerida sem que os sintomas apareçam.
      Quando o resultado do exame sair, leve-o para o seu médico e converse com ele a respeito, ok?

      Gde abraço,

      Juliana

  7. ola!
    minha filha fez este exame, porem esta escrito que o genotipo cc esta associado a persistencia da enzima lactase, no seu artigo diz que o genotipo cc não esta associado a persistencia da enzima lactase. O que está errado?
    obrigado

    • Olá Monique,

      As informações que postamos no site nos foram passadas pelo pessoal que faz o teste, e já há algum tempo. Não temos como saber o que está errado, infelizmente. Sugerimos que vc entre em contato com o pessoal do laboratório para esclarecer e que leve o resultado para seu médico interpretá-lo, ok?

      Gde abraço,

      Juliana

  8. Olá,
    Tenho um filho com 12 anos que tem IL .O diagnóstico foi dado quando ele tinha 4 meses. aos seis anos,após uma endoscopia com biópsia, descobri que ele estava com feridas crônicas no estomago, esôfago e duodeno.Indignada por ver meu filho com tal problema(ele ia uma vez por mês,ao mesmo gastro que o acompanhava desde os 4 meses) Troquei de médico.
    Dos 3 gastros,que o acompanharam nunca tive a informação que, o que estava ferindo seu estomago era a ingestão de lactose. Um até me disse, que se ele não apresentava mais vômito ou diarreia ao ingerir alimentos com alto teor de lactose,então eu deveria dar tudo o que ele queria,e passou uma dieta cortando apenas os alimentos que fazem mal para gastrite.
    Ontem levei-o a uma nutricionista que garantiu que o seu baixo peso e seu histórico de ferimentos intestinais,são causados pela ingestão de lactose. Suspendeu alimentos que contém lactose e autorizou pipoca, refrigerante e etc.Contanto que ele usasse com moderação.
    A intolerância a lactose pode estar causando essas feridas,que não saram?

    • Olá Giselda,

      Até onde sabemos, a intolerância a lactose não causa nenhum tipo de ferida! A lactose é apenas o açúcar presente no leite e quando este açúcar não é absorvido (quando há IL), ele é completamente eliminado pelas fezes, não causando, portanto, nenhum tipo de reação inflamatória ou feridas. O que muitas vezes ocorre, é uma enorme confusão entre o que é intolerância a lactose e o que é alergia às proteínas do leite de vaca, mesmo entre os profissionais de saúde.
      Tais feridas podem surgir por causa de outros problemas que podem provocar IL, como a doença celíaca, por exemplo. Nesta doença, o organismo reage contra o glúten, presente em diversos alimentos, e esta reação, inflama o intestino, causa atrofia das vilosidades responsáveis pela absorção dos nutrientes e com isso, a IL surge, além da dificuldade para ganhar peso, anemia, entre outras coisas.
      Feridas no trato digestivo também podem estar relacionadas às doenças inflamatórias intestinais, como a Doença de Crohn, que afeta principalmente o intestino delgado, mas pode afetar tb qq parte do tubo digestivo e vir a causar IL.
      Além disso, existe uma outra condição relacionada ao leite de vaca (na verdade, relacionada a uma reação do organismo às proteínas do leite, mas não á lactose) chamada esofagite eosinofílica (é um tipo de inflamação causada pela alergia às proteínas do leite), mas também pode causar gastrite, duodenite, etc. Nesse caso, a retirada completa de leite e derivados (e não só da lactose) já é capaz de promover uma melhora do quadro.

      O mais indicado seria vc ouvir a opinião de outros gastroenterologistas e depois de fechado o diagnóstico do seu filho, procurar novamente um Nutricionista, para adequação da alimentação, já que o Nutricionista precisa ter certeza do verdadeiro problema de saúde, para ajustar a alimentação.

      Nos sites da Acelbras (associações de celíacos), vc encontra listas de especialistas, médicos e nutricionistas. Acesse o site <a href="http://www.doencaceliaca.com.br” target=”_blank”>www.doencaceliaca.com.br

      Gde abraço,

      Juliana

  9. Bom dia, me interessei mto pelo exame de vocês, o pediatra do meu filho que vai completar 3 anos, pediu o exame de intolerancia a lactose, pois ele tem muitaaaaaaaa cólica. Fomos hoje pela manhã fazer o exame mas sem sucesso pois ele nao conseguiu tomar a mistura que eles dao para o exame, inclusive vomitou, conseguiu tomar meio copo só. Mwe interessei muito pelo exame de vocês, e conversei com o laboratório, e eles se disponibilizam a mandar, só precisaríamos saber se tem como e como faz. Moro em Concórdia SC. Agradeço muito se retornarem, pois sei que o exame normal eu não vou conseguir fazer nele..Obrigada. Meu mail é viviangrandi@yahoo.com.br

    • juliana_nutri on

      Olá Vivian,

      O Semlactose não tem vínculo com a instituição q realiza o exame…nosso trabalho é apenas o de divulgação das novidades.
      Para saber mais detalhes a respeito deste exame e tirar quais quer dúvidas, entre em contato diretamente com eles, ok?
      O contato é:
      Hospital de Clínicas de Porto Alegre
      Rua Ramiro Barcelos, 2.350
      Fone 51 – 3359.8847

      Gde abraço,

      Juliana

  10. PS. ele sente muitas cólicas, á uns 5 meses vem tendo problemas para conseguir fazer coco, mas não teve problema com diarréia, e sim o oposto, coco muito duro, de uns dias para ca ele melhorou na questao do coco, faz a cada dia ou a cada dois dias e nao sofre mais tanto. mas as cólicas infelizmente não melhoraram nada. ele sofre muito. Você acredita que isso pode estar relacionado com tolerancia?! Ele sempre foi normal e certinho com o intestino desde bebe, começou a uns 5 meses mesmo e nao se encontra a causa. Obrigada.

    • juliana_nutri on

      Olá Vivian,

      Os sintomas podem ter relação com intolerância a lactose, com alergia ás proteínas do leite e com outras causas.
      É importante que o médico investigue todas as possibilidades, para que seu filho receba o tratamento adequado.
      Além disso também é importante atentar para a alimentação dele, se não está com deficiencia de fibras e de líquidos, pois ó isso já é motivo suficiente para provocar prisão de ventre, desconforto e dor abdominal.

      Gde abraço,

      Juliana

  11. Queria saber se vale a pena fazer o exame ortomolecular de intolerancias, pois já sou ao leite e ao café e estou com suspeita de gluten, e me disseram que esse exame é completo. Inclusive preciso fazer para o meu filho de 8 anos que tem os mesmos sintomas da IL.

    • juliana_nutri on

      Olá Katia,

      Não conheço este exame, então nesse sentido não posso opinar, infelizmente.
      Porém tanto para o dianóstico da IL quanto para o de doença celíaca (intolerância ao glúten) existem exames específicos, realizados pelo SUS e cobertos pelos planos de saúde. Para IL, é necessário fazer o teste de tolerância oral à lactose e para a doença celíaca, é necessário dosar a IgA total e os anticorpos antigliadina, anti-endomísio e antitransglutaminase teciadual, além de endoscopia com biópsia de duodeno.
      Sugiro primeiramente q vc leve seu filho a um gastroenterologista, para uma avaliação dos sintomas e para que este profissional possa solicitar os exames necessários. Depois disso, se nada for confirmado, aí vc poderia ver essa questão deste exame ortomolecular…

      Gde abraço,

      Juliana

  12. Liliane Teobaldo on

    Olá, Juliana, Luciane…!
    Estou num desespero só, tenho um filho de 2 anos e meio que começou apresentar diarréias bem liquidas, vômitos, abdomem bastante inchado, cólicas. Fez varias medicações diagnosticas como infeccões gastrointestinais e até que numa unidade de emergência conversando com outra mãezinha que estava lá ela me disse que todos os sintomas que ele estava apresentando eram caracteristicos de intolerância a leite, e por conta propria eu troquei de leite e passei a dar a ele o ADDS, mas hj lendo algumas informações, percebi alguns relatos que não era indicado esse tipo de leite para crianças. Isso é veríico?? Levei -o ha uma pediatra e ela solicitou alguns exames como: pesquisa de sangue oculto, teste oral de tolerancia a latose, pesquisa de anormlidade digestiva anticorpos e antigladina, IGG especifico para glutêm. Esses exames são para diagnosticar alergia ou intlerancia??? Eu liguei para alguns laboratoria para saber como se procede para realização desses exames e eles me disseram que seria melhor se ele não estivesse com diareia, mas infelizmente ele ja vem com essa diarreia a mais de uma semana e gostaria de saber se posso fazer a colheita de material mesmo assim e se isso influenciaria o resultado. E também iquei sabendo que um desses exames machca muito as crianças pq são coletadas varias vezes o sangue.
    Me ajude por favor, me esclareça essas duvidas….

    • juliana_nutri on

      Olá Liliane,

      O Ades, não é indicado como único substituto do leite para crianças menores de 3 anos pq sua composição não fornece todos os nutrientes necessários às crianças nessa faixa de idade. Mas seu filho melhorou da diarréia com o uso do Ades?
      Quanto aos exames solicitados pelo médico, são muito importantes para esclarecer o q seu filho de fato tem, e para que o médico possa orientar adequadamente o tratamento!
      São exames relativamente simples, de sangue, e o mais "chatinho" é o da IL, pois é necessário coletar o sangue pelo menos umas 3 ou 4 vezes, mas com certeza, é preferível ver seu filho passar pelo exame do que ficar sofrendo com essa diarréia que pode acabar comprometendo seriamente a saúde e o desenvolvimento dele, já que nas fezes, ele está perdendo tudo o q deveria estar absorvendo!
      Cada exame solicitado pelo médico tem uma finalidade.
      O de sangue oculto é para verificar se há algum sangramento "escondido" no intestino.
      O da IL é para detectar intolerância a lactose; Os anticorpos antigliadina são detectar doença celíaca, uma doença auto imune causada pela reação do organismoao glúten, presente alimentos contendo trigo, aveia, centeio, cevada e malte, cujo único tratamento é a dieta de exclusão (que só deve ser iniciada após a realização de todos os exames!).
      É importante que seu filho faça todos os exames o quanto antes, principalmente se a diarréia não está melhorando, justamente para q vcs descubram o quanto antes as causas da mesma! Não espere a diarréia passar para fazer os exames…quanto mais cedo, melhor, até para que vc mesma fique mais tranquila, certo?

      Gde abraço,

      Juliana

  13. Prezado,

    boa tarde!

    Fiz um exame de tolerancia a lactose, porém não to conseguindo interpretar o exame, nem o medico.Ele me mandou procurar outro médico…

    Resultado:
    Teste de tolerância a lactose basal- resultado: 92 mg- 5 mmol/L
    Teste de tolerância a lactose 30 minutos – 154 mg/dl e 9 mmol/L
    Teste de tolerancia a lactose 60 minutos- 153 mg/dl e 9 mmol/L
    tenho ou nao tolerancia?

    Obrigada
    Luziane

    • Luziane,
      É importante entender que o exame de tolerância à lactose é apenas UM dos instrumentos que o médico utiliza para fazer o seu diagnóstico. É importante avaliar o histórico clínico, hábitos alimentares e outros fatores. Além disso, a intolerância à lactose pode ser a causa de seu problema ou pode também ser uma causa secundária. Por estes motivos, não há, apenas com o resultado de um exame, afirmar que o paciente tem ou não IL. Já que seu médico não se sente apto a fazer o seu diagnóstico, procure um novo especialista para que ele possa fazer um diagnóstico correto do seu caso. abs

  14. Luciane, minha filha sempre teve refluxo e muita dor de barriga, muitas vezes com diarréia. Ela já fez tratamento com a gastroenterologista mas ela nunca suspeitou nem de intolerancia e nem de alergia. O pediatra estava suspeitando de intolerancia.
    Desde pequena toma o aptamil anti refluxo porém a Danone está reformulando-o e não acho mais para comprar. Então, hoje com 1 ano e 6 meses, numa tentativa de dar o ninho 1+ ela empolou o corpo (depois de 5 dias).
    Fiz o teste de contato, aquele que cola o adesivo nas costas. A médica disse que acusou um pouco de alergia a proteína da lactose. Só que isso não existe, ou é alergia ou é intolerância né. Como acusou vários outros tipos de alergias a substancias que ela tem costume, como a grama, fiquei na dúvida se ela tem alergia ou intolerância. Estou dando Aptamil 3 porque não sei exatamente o problema dela, contudo não sei o leite ideal para dar.
    A intolerância a lactose pode ser detectada em um exame de contato?
    Obrigada Lidiane

    • Lidiane, pelo seu relato, é possível que sua filha possa ter tido uma reação alérgica as proteínas do leite, mas somente um especialista em alergia (alergologista) e exames clínicos podem dar o diagnóstico correto. O nome correto é alergia às proteínas do leite e não alergia as proteínas da lactose. Lactose é um açúcar do leite, ok? Uma outra forma de detecção de qual alimento está causando a alergia é a dieta de exclusão. O médico acompanha a sua filha na retirada de um determinado alimento e avalia se os sintomas desapareceram. Para saber qual formula infantil é mais apropriada para ela, é necessario primeiro fechar um diagnostico correto. Converse novamente com o medico e se vc não está se sentindo segura, procure uma segunda opinião de outro especialista. abs

  15. Olá! Minha filha está com 3 meses, e desde que nasceu, tem muito refluxo e diarréia. Quando introduzimos o Enfamil Gentlease (baixa lactose), o refluxo melhorou, mas a diarréia continuou. Agora, estou dando o Aptamil sem lactose e as fezes estão pastosas. O pediatra acha que ela tem intolerância à lactose, ja que obtivemos uma melhora com a dieta de exclusão. Lí em alguns sites, que o governo fornece o leite sem lactose, mas não consegui encontrar os procedimentos para conseguir este benefício. Alguém pode me ajudar?? Grata, fabiana

    • juliana_nutri on

      Olá Fabiana,

      É o próprio médico quem tem q fazer um laudo, explicando a situação, e a necessidade da fórmula específica (além de especificar a quantidade necessária, por dia, mês). Aí, de posse deste laudo, vc tem q dar entrada no pedido junto à secretaria de saúde da sua cidade. Só é necessário verificar junto à secretaria, se o laudo pode ser emitido por qq médico ou se é necessário ser médico do SUS.

      Gde abraço,

      Juliana

    • Fabiana, você não amamenta sua filha no peito? Estou perguntando porque eu já sabia que o meu filho teria IL quando nasce (devido ser hereditaria), eu nunca dei leite para ele. Amamentei no peito até os 6 meses e depois introduzir alimentos sem o leite. Ele nunca tomou uma mamadeira, tem uma alimentação super saudavel. Agora ele esta com quase seis anos e o medico liberou para eu comprar a lactase (que é a ezyma que quebra a lactose) para de vez em quanto ele poder comer estas coisas que crianças gostam.

      • Olá Elizete,

        Se seu filho mamou leite materno durante os 6 primeiros meses de vida e não apresentou nenhum sintoma, ele não nasceu com IL!
        Ágora se vc tem hipersensibilidade as proteínas do leite, há grandes chances do seu filho tb vir a ter (desde que consuma leite e/ou derivados).

        Gde abraço,

        Juliana

  16. Maria Teresa on

    luciane

    sou do estado do rio de janeiro, minha cidade é bem perto de Juiz de Fora (minas gerais) existe algum laboratorio ou hospital por este lado que eu possa fazer este exame de tolerancia a lactose?

    Maria Teresa

    • Olá Maria Teresa,

      Infelizmente não sabemos informar. Entre em contato os principais laboratórios de sua cidade, para se informar a respeito, e saber se é necessário agendar o teste.

      Gde abraço,

      Juliana

  17. Ola luciane meu filho tem 1 mês e15 dias. Nasceu prematuro e ficou por 5 dias na neonatal. Durante esse período ele alimentou se de leite hidrolizado e também o meu leite. Recebeu alta e me indicaram o leite Nam pra complementar a minha amamentação. Após uns dias ele começou a evacuar com rajas de sangue e apresentou refluxo. Deixei de oferecer o leite nam e continuei apenas com minha amamentação porém os sintomas persistiram. A outra tentativa foi a retirada da lácteos da minha alimentação. Mesmo assim os sintomas continuaram. A solução foi a exclusão do meu leite durante 15 dias sendo que durante esse período exclui tudo o que contém lácteos e ovo da minha alimentação pois gostaria muito de voltar a amamentar. Nesse meio tempo meu filho recebeu similac sensitive e as rajas de sangue nas fezes sumiram. O refluxo persistiu. Hoje já passaram os15 dias e voltei a amamentar notei que o reflexo voltou. Gostaria de saber se existe a possibilidade de meu filho estar intolerante ao meu leite devido a lácteos e se esse exame e indicado pra bebés abaixo de 3 meses.

    • juliana_nutri on

      Olá Carolina,

      Esse exame é para avaliar a intolerância a lactose, porém pelo q vc relata, parece ser alergia às proteínas do leite e esta sim, pode causar sintomas no bebê, de acordo com o que a mãe ingere.
      O leite materno contém mais lactose que o leite de vaca, e a IL não costuma provocar sangramento nas fezes.
      É importante q vc converse com o pediatra do seu filho, para avaliar os sintomas dele. Enquanto isso, é mais seguro manter o leite materno, mas tendo muito cuidado com o q vc ingere.

      Gde abraço,

      Juliana

  18. Oi Luciane,

    Existe um exame no Brasil chamado de Biorressonancia, feito através de um aparelho canadese, que possibilita medir o nivel de IL. O exame é bem simples, sem corte, furos ou ingestão qualquer substancia.
    O nosso corpo emite uma energia chamada de amperagem e esta diminui de acordo com a ingestão de substancia que faz mal a pessoa.
    Para fazer o exame o profissional coloca na comeia (uma parte do aparelho) a substancia (leite) e é usado um tipo de caneta (outra parte do aparelho) pelo profissional em determinado pontos no dedo polegar da pessoa, se o nivel de energia da pessoa cair é porque ela tem intolerancia a lactose e de acordo com a queda desta energia é possivel saber o nivel.
    Em Brasilia há um nutricionista chamado Julio Aquino que faz este exame

    • Elizete, é interessante saber sobre este exame. Só é importante verificar os estudos clínicos realizados com base neste tipo de exame para sabermos sobre o grau de confiabilidade dos resultados. Abs

  19. Graciane Corso on

    Boa Tarde Luciane,

    O meu filho tem 4 anos e moramos em Canoas, a pediatra indicou este exame molecular devido as crises intensas de sinusite, o que pode dar estas infecções respiratórias?A alergia a proteína ou a intolerância a lactose?

    • Graciane, infeções respiratórias podem estar associadas à alergia às proteínas do leite, e não à intolerância à lactose. Este exame é somente para testar se o paciente tem ou não IL, portanto, seria melhor confirmar com a pediatra a necessidade de realizar tal exame.

    • Graciane,
      Sinusites e outras infecções respiratórias podem estar associadas a alergia às proteínas do leite, mas não à intolerância à lactose. Abs

  20. minha bebe desde que nasceu tem diarreia e vomitos mesmo eu parando de comer e beber tudo que contem leite ela continua, como faco pra ela fazer este exame e gostaria de saber se em manaus tem este tipo de exame ela tem quatro meses e este mesese dela foi so de hospital pesso ajuda quase perdi minha filha por desidratacoa me ajudem .

    • Olá Valéria,

      Para saber mais a respeito do exame, entre em contato direto com o laboratório: Hospital de Clínicas de Porto Alegre
      Rua Ramiro Barcelos, 2.350 – Fone 51 – 3359.8847

      Gde abraço,

      Juliana

  21. Olá Helena!
    Tenho IL, detectada pelo exame de sangue comum, mas estou com muitas dificuldades, preciso de orientação de alguém especialista no assunto,pois já passei por médicos que só me disseram para evitar o leite e quando preciso, tomar a enzima, mas isto não é o suficiente,pq muitas vezes só percebo que comi algo com leite quando começo a passar mal. Preciso de ajuda.

  22. Boa tarde. tenho diareia constantemente, meu organismo ficou assim já fazem 25 anos, já fiz varios exames, como colonoscopias, exames de constraste, mas nunca solicitaram um contra lactose, teria alguma coisa em comum, pois alguns medicos desseram que eu tenho sindrome do intestino irritavel, já fiz de tudo, atualmente estou em uma crise mais ou menos grave, só consigo amenizar tomando imosec, teria alguma ligação, já não sei quem procurar, tenho Unimed e nem assim consigo algum especialista na area, preciso de ajuda urgente, estou com 48 anos e tenho dificuldades para ter uma vida social normal, ficaria muito grato pela atenção.

    • Olá Paulo,

      Seria importante vc procurar um gastro e fazer o teste oral de tolerancia a lactose e a pesquisa para doença celíaca (intolerancia ao glúten q costuma causar diarréia e intolerancia a lactose).

      Gde abraço,

      Juliana

  23. Boa noite,
    minha bebê nasceu de 8 meses e aos 45 dias tomou a vacina do rotavírus. Após, chorava o dia , com cólicas e diarréia. Após 14 dias de choro e sem praticamente dormir durante o dia, levamos ao pediatra e o mesmo percebeu que a mesma estava com assadura diferente das "normais", devido as fezes ácidas. Pediu para que, ficasse sem amamentá-la durante 24 horas e dar o leite aptamil pepti para fazer o teste, ela tomou aptamil durante um dia, e dormiu cerca de 4 horas consecutivas durante uma tarde. O pediatra, falou que ela tinha sintomas de intolerância a lactose, pois seu intestino tinha bastante gases e estava estufada. Hoje, aos 16 meses, ela continua tomando Aptamil pepti, para tanto, tem baixo peso, se alimenta bem, mas faz no mínimo 03 vezes por dia cocô (náo é diárreia).
    Moro em Saudade do iguaçu – Paraná, e gostaria de fazer o exame na minha filha, pois nessa fase é complicado, tem muita coisa com leite e ela quer….
    Tem algum laboratório na cidade de Pato Branco ou no Paraná conveniado?
    Parabéns pelo site.

    • Carli,
      Pelo seu relato parece que sua bebê está melhor. Mas há algo muito importante que se faz necessário esclarecer. O Aptamil Pepti é uma fórmula infantil para crianças com ALERGIA ÁS PROTEÍNAS DO LEITE e não para intolerância à lactose. Isso quer possivelmente dizer que sua filha não tem INTOLERÂNCIA, mas sim ALERGIA, o que é diferente. Por este motivo, este exame de intolerância à lactose não servirá para diagnosticar sua filha. É normal casos de bebês com sintomas de alergia às proteínas do leite nos primeiros meses de vida. Essa alergia, na maioria dos casos, acaba desaparecendo até os 3 anos de vida. Se vc está preocupada com o baixo peso, consulte um nutricionista para lhe auxiliar em uma dieta mais adequada para a sua filha. E lembre-se, não ofereça nada com leite para evitar reações alérgicas.
      abs

  24. Olá,

    Minha filha, atualmente com 3 anos, sofria com uma alergia na pele que nos preocupava muito.
    Nas dobrinhas do pescoço, axilas e na dobra do braço surgiam bolinhas inicialmente avermelhadas que evoluíam para assaduras avermelhadas que por vezes chegavam a sangrar.
    A princípio procuramos dermatologistas que em uníssono afirmavam que seu caso era uma dermatite atópica e nos recomendaram procurar alergistas.

    Por eu ter intolerância a lactose, optamos, desde que começamos a introduzir novos alimentos, eu e a pediatra decidimos usar leite de soja sem lactose para ela, lembrando que mesmo quando a amamentava exclusivamente de leite humano ela tinha assaduras terríveis a cada evacuação, além de sofrer cólicas intensas, e que eu, apesar da IL algumas vezes ingeria um ou outro produto à base de leite, já que a descoberta da IL foi concomitante à descoberta da gestação.

    Eu observava que cada vez que minha filha comia pão-de-queijo ou algo assim surgiam as bolinhas primeiro nas axilas e depois pescoço, além da diarréia.

    Fizemos os testes de sangue e não foi detectado alergia ao leite, já o teste de IL deu positivo.
    Com alguns pediatras até discutiram comigo contestando o resultado do exame de intolerância à lactose pois diziam que era impossível as bolinhas vermelhas (erupções cutâneas) e a coceira estarem associadas à IL.

    Mudando de alergista repetimos o teste de IL que continuou positivo e fizemos o teste cutâneo para leite que continuou negativo. Agendamos um teste de provocação para leite.

    Bem, por conta deste diagnóstico tenho brigas diárias com meu marido, porque, como mãe, observo minha filha e as reações alérgicas acontecem SEMPRE que ela ingere qualquer coisa que tenha leite, mas segundo exames ela possui apenas IL e não alergia ao leite, logo meu marido constantemente oferece alimentos a base de leite e derivados para minha filha e agora ela está com uma crise bem forte difícil de controlar com a medicação… as erupções passaram das axilas e se espalharam pelo colo e abdome dela agora. A pele da minha filha está uma lixa e ela reclamando que está coçando, independente do uso de pomadas, dos creme/sabonete específicos e dos anti-alérgicos.

    A desculpa pra ele ministrar alimentos com leite pra minha filha é "o LEITE MATERNO TEM LACTOSE!
    Se alguém nasce com intolerância a Lactose rejeita o leite materno (unico alimento até 4 meses de vida), se rejeita o bebê não se desenvolve… Logo se o bebê desenvolveu e ganhou peso alimentado exclusivamente com leite humano, não nasceu com IL".

    Não sei o que fazer, como mãe sei que tem "algo" no leite que tem causado essa reação na minha filha, se fosse apenas a lactose o problema acredito que o leite de vaca sem lactose não faria mal, ou que pequenas porções, não teriam esta reação nela, mas não sei o que é.

    Sem leite ela fica bem, entrou leite ela tem reações alérgicas.

    E quanto aos leites comercializados "sem lactose", ou aqueles leite de vaca com lactase vendidos no mercado, inclusive com eles eu tenho as reações da ingestão de alimentos com leite comum. Diarréia intensa.
    Nosso diagnóstico estaria certo mas nosso organismo reagiria de uma maneira diferente da maioria? Ou existe algo além da IL que não foi detectada nos demais exames???

    • Olá Fabíola,

      De fato, os sintomas da sua filha são todos característicos de alergia ás proteínas do leite e não de IL, e bebês, mesmo amamentados exclusivamente ao seio, podem desenvolver alergia ao leite de vaca, por conta da alimentação da mãe. Na IL os sintomas são exclusivamente gastrointestinais. Porém, nada impede que uma pessoa apresente ao mesmo tempo alergia ás proteínas do leite e intolerância à lactose. Eu mesma possuo os dois problemas!

      O que acontece é que muitos testes de alergia imediata (mediada por IgE), em crianças pequenas, podem apresentar resultados negativos, mesmo a criança sendo alérgica. também existem os casos de alergia tardia (mediadas por IgG), que não aparecem em nenhum dos exames disponíveis nos laboratórios e nesse caso, a avaliação clínica é soberana…ou seja, mesmo na ausencia de resultados consistentes nos exames, se a criança apresenta sintomas de alergia, o alimento suspeito deve ser excluído da alimentação, para q se possa avaliar se haverá melhora do quadro.

      Gde abraço,

      Juliana

  25. Andréia Oliveira on

    Oi Juliana

    Tenho um fofo chamado Miguel de 1 ano e 8 meses. Nunca suspeitei que ele pudesse ter alguma intolerância à lactose , nem a pediatra. Ele sempre se desenvolveu normalmente, peso e altura adequados para a idade. No mês passado passei uns dias na casa do meu primo que tem um filho da mesma idade do Miguel. A babá estava trocando a fralda dele e vi um cocô durinho, bonitão! O meu Miguel sempre fazia cocô mole e isso já me intrigava há algum tempo, mas o desenvolvimento dele era normal e a pediatra nunca levantou essa possibilidade. Como naqueles dias ele desenvolveu uma alergia à uma fralda para piscina e tive que levá-lo ao pediatra, aproveitei e comentei do cocô do Miguel… mole e com cheiro ruim. Ela disse que poderia ser o normal dele ou talvez uma leve intolerância. Para descartar receitou também um vermífugo. Fiz um teste por 15 dias com leite de soja e cabra e qual foi a novidade? Cocô durinho!!!! Ontem conversei com uma mãe que tem um filho com IL e ela disse que o alergista comentou que é uma doença hereditária. Comecei a pensar e lembrei que meu marido sempre reclama que se toma leite de manhã tem azia, que sorvete faz mal para ele e tem muitos gases. Isso confirma a hereditariedade? Estou buscando um especialista para levar o Miguel e o meu marido também. Na família do meu marido por parte de pai ( quase toda ) morreu de câncer no intestino. São de São Lourenço, interior de Minas Gerais. A minha sogra disse que nenhum deles gostava de leite ( tlvz se sentissem mal ), mas comiam muito queijo e derivados. Moro em Porto Alegre. Será que meu Miguel e meu marido tem IL pelos sintomas que citei acima? Obrigada pela ajuda. Esse é um mundo novo que estou começando a descobrir, mesmo sem ter um disgnóstico preciso. Obrigada pela ajuda.

    • Olá Andrea.

      Se ele tomou leite de cabra e não apresentou nenhum sintoma, não é IL! Pq o leite de cabra tem tanta lactose quanto o de vaca.
      Mas pode ser alergia ao leite de vaca, imediata (mediada por IgE, e q aparece nos exames tradicionais) ou tardia, mediada por IgG (que não aparece na maioria dos exames).
      Quando aos casos de câncer intestinal na família, há uma estreita relação entre câncer intestinal e doença celíaca, que por sua vez, costuma causar IL e/ou hipersensibilidades alimentares diversas, como a alergia ao leite de vaca, por exemplo.
      Por precaução, convém fazer uma pesquisa.

      Gde abraço,

      Juliana

  26. Ana Luisa de Castro on

    olá bom dia! gostaria de saber se voce conhece laboratorios que realizam este exame em Belo Horizonte MG! obrigada, Ana Luisa

    • Oi Miria Daniel, tbm moro em Belford Roxo,entra em contato por esses telefones que elespodem te ajudar

      21 3742-7342

      21 3939-0239

      21 2652-2175

  27. Oi Luciane, vc saberia me dizer se esse teste de DNA já é feito em Brasília por algum laboratório?
    Eu tentei fazer o exame de intolerância (aquele que bebemos a lactose e depois tiramos sangue), mas não consegui… demorei a tomar o líquido e o exame foi invalidado…. Tenho muita dificuldade de tomar esse remédio. Depois de 1h, eu tive uma diarréia horrenda e gases… Preciso mesmo fazer o exame de DNA…
    Obrigada pela ajuda.

  28. Olá! Entrei em contato com o Laboratório, me informaram que é possível enviar a amostra de sangue e eles podem fazer o exame, me informaram que devo fazer um depósito na conta do laboratório e me passaram o endereço, ocorre que a moça não sabia explicar as condições de transporte desta amostra, só conseguiu explicar que deveria ser em uma caixa de isopor , o tubo com o sangue deveria estar com um gel para não perder a temperatura…..
    Apesar de estar em Brasília, capital, não consigo um laboratório que aceite coletar e que tenha este material para o transporte adequado para me vender.
    Nossa como é difícil. A minha filha tem 3 anos e não consegue fazer o exame de forma tradicional pois não toma o líquido todo (lactase) que são 100 mg.
    Alguém pode me ajudar ou me indicar algum laboratório que aceite fazer esta coleta? priscila.bsb@ibest.com.br

  29. Olá!!
    Descobri agora pouco que meu filho de 3 anos possui intolerância a lactose, glutén e muito alérgico a outros tipos de alimentos como ex. ovo. Ele já sofria com dores abdominais há algum tempo e não se descobria o que realmente era.
    Fiquei bastante interessada em fazer esse exame nele, moro em Recife, gostaria de saber de tem algum lugar aqui que possa fazer coleta?
    Também tenho a chance de fazer aí em Porto Alegre em março/15, vou viajar para Gramado e poderia tentar fazê-lo.

    Desde já agradeço a atenção!!

  30. Giovanna rabelo on

    Oi! Minha nutricionista falou que eu tinha todos os sintomas de intolerancia e pediu para eu restringir alimentos com lactose e eu realmente melhorei. Então fiz o exame de intolerância e deu negativo!! Não entendo. Porque sempre que como qualquer coisa que tenha lactose passo mal. Diarreia, cólica, gases e inchaço. O que pode ser? Meu exame pode ter dado falso negativo?

  31. Carolina Mandrot on

    Meu filho de seis meses, fez o teste genético e deu intolerância a lactose. Isso significa que ele não tem nada de lactase? Ou tem um pouco que vai se acabando com o passar do tempo?

    • Luciane Baldo on

      Carolina, o teste genético demonstra que seu filho possui a mutação genética de não persistência da enzima lactase. Mas essa manifestação genética pode surgir em diferentes momentos da vida. Nós nascemos com o gene da não persistência (pessoasl com IL) mas ela poderá se manifestar em diferentes etapas da nossa vida. abs

  32. Olá, meu nome é Andréa, minha filha tem 10 anos e sofre com enjôos e queimação desde os 6 anos, já fez todo tipo de exame e não aparece nada, a médica pediu o teste genético de intolerância à lactose, tenho visto que o exame é indicado para crianças com 12 anos ou mais, na minha cidade este exame custa 500reais, por isso quero perguntar se realmente vale fazer o exame sendo que ela tem 10 anos. Agradeço desde já a ajuda. Andréa

    • Andrea, o exame genético apenas indica que sua filha tem / não tem o gene de intolerância à lactose. Para confirmar se os sintomas que ela está sentindo são realmente de IL, os exames clínicos (curva glicêmica ou hidrogênio expirado) são mais eficazes. Vc já tentou levá-la a um nutricionista? Talvez fosse uma alternativa.

Deixe um comentário